PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Inter usa jogo no Rio para turbinar grupo na última rodada: "Não acabou"

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

22/02/2021 04h00

O Inter perdeu para o Flamengo por 2 a 1, de virada, ontem (21), no Maracanã. Do campo de jogo saíram muitas reclamações pela expulsão de Rodinei, no início do segundo tempo, pouco antes de Gabigol fazer o gol definitivo. Entre lamentações e raiva, os colorados querem usar tudo que houve no Rio de Janeiro como motivação para a última rodada.

"O campeonato não acabou. Estes jogadores têm de uma forma clara e autêntica o que o clube significa para eles. Têm a noção do que é o Inter. Não vamos parar, o campeonato não terminou" repetiu Abel Braga.

E não sairá apenas das palavras a mobilização. Tudo que houve no entorno do jogo também será usado. O Inter reclama do comportamento da direção do Flamengo, de muita gente presente no Maracanã durante o jogo, do suposto erro de arbitragem, da participação do VAR, e quer usar até mesmo as lágrimas do capitão Rodrigo Dourado depois da partida como combustível.

"Eu pedi (após a partida) que meus jogadores levantassem cabeça. É claro que tinha uma dor muito grande, este clube é gigante e faz muito tempo que corre atrás deste título. Mas não vamos parar. Vamos tirar um proveito muito positivo das lágrimas do meu capitão. É um jogador com uma identidade inacreditável. Vimos o quanto ele sentiu. Não vamos baixar a cabeça", disse o treinador.

E é exatamente o comandante quem pode levar o elenco a algo mais. Entre as principais características de Abel está a união e motivação do grupo de jogadores. O próprio reconhece que não deixará a moral do grupo baixar agora.

"Nisso eu sou muito bom. Posso não ser bom em nada, mas nisso eu sou bom. Se não tivéssemos essa capacidade, minha comissão técnica e meus jogadores não lutariam como lutaram hoje. Eles dignificaram muito essa camisa. Não esquecemos dos torcedores que estavam no aeroporto (em Porto Alegre), dos torcedores que estavam no hotel (no Rio)... Essa é a razão de um grande clube, o torcedor. Eu falei anteriormente, eles tinham que vencer duas, nós uma. Se eles vencerem as duas, parabéns. Mas nós temos que vencer a nossa", explicou.

Abel ainda disse que não pretende pensar no Morumbi, onde o São Paulo será adversário do Flamengo. E que só irá avisar os jogadores sobre o resultado paralelo se sair algum gol que interesse.

"Temos que fazer de tudo para vencer nosso jogo. E no outro, basta empate. Não podemos pensar no Morumbi, porque vamos deixar de fazer nossa parte. Se o São Paulo fizer 1 a 0, daí eu aviso", finalizou.

O Inter encara o Corinthians na última rodada do Brasileiro. O jogo será quinta-feira (25), às 21h30, no Beira-Rio.

Internacional