PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Com vitória, Paulo Victor abre vantagem por vaga no gol gremista em decisão

Do UOL, em São Paulo

22/02/2021 04h00

Classificação e Jogos

A atuação segura de Paulo Victor na vitória de ontem (21) sobre o Athletico-PR por 1 x 0 talvez tenha colocado uma dúvida na cabeça do torcedor gremista: seria ele a melhor opção para o gol na final da Copa do Brasil?

No jogo que garantiu a presença do Grêmio em mais uma Libertadores, Paulo Victor protegeu bem a meta gremista diante das oportunidades criadas pelo Furacão no primeiro tempo e também evitou que as falhas dos seus zagueiros resultassem em algo pior. Como no lance em que Paulo Miranda desviou mal e quase fez gol contra.

Caso Renato Gaúcho realmente opte por Paulo Victor na decisão, seria o seu primeiro jogo nesta Copa do Brasil. Em todos os seis jogos da campanha, quem esteve protegendo o gol gremista foi Vanderlei.

Em se tratando de Campeonato Brasileiro, Paulo Victor foi escalado "de vez em quando". Foram dez jogos nas 37 rodadas até aqui, com oito gols sofridos e cinco jogos sem ser vazado. Desses dez jogos, quatro foram disputados nesse conturbado começo de 2021 do Grêmio.

O Tricolor soma quatro vitórias nos onze jogos disputados esse ano. Paulo Victor jogou em duas dessas vitórias e ficou no banco em todas as três derrotas. Seus outros dois jogos em campo terminaram empatados.

Aos mais supersticiosos, não seria nenhum exagero dizer que o camisa 1 se tornou um "amuleto" do time em 2021.

Com Vanderlei no gol, o Grêmio amargou uma sequência de dois empates e duas derrotas. Paulo Victor foi o goleiro no empate em 1 a 1 com o Coritiba e Vanderlei voltou no jogo seguinte, no 3 a 3 com o Santos.

Contra o Botafogo, Renato Gaúcho novamente trocou as peças no gol e, com Paulo Victor em campo, venceu o Botafogo por 5 x 2. Na volta de Vanderlei, o time foi de novo derrotado, desta vez pelo São Paulo por 2 x 1. Ontem, com o camisa 1, o Grêmio venceu novamente.

Vanderlei sofreu 14 gols nos sete jogos em que foi escalado em 2021, enquanto Paulo Victor sofreu quatro em quatro jogos. Uma média de 2 gols por jogo de Vanderlei contra um do Paulo Victor.

Ainda na linha das superstições, Vanderlei tem um histórico negativo contra o Palmeiras em decisões de Copa do Brasil. Ele estava no gol do Coritiba em 2012 e do Santos em 2015, ambas vencidas pelo Alviverde.

Renato Gaúcho chegou a ser perguntado na coletiva após o jogo de ontem qual seria sua escolha para o gol na decisão. O treinador desconversou afirmando que "nenhum jogador tem cláusula dizendo que tem que ser titular", mas ressaltou em seguida que "quem se escala é o jogador".

"Eu deixei bem claro que todo mundo teria suas oportunidades, como estou dando, e que na hora de definir a equipe, escolheria aqueles que estão apresentando no momento em que receberam as oportunidades. Temos mais uma partida na próxima quinta-feira diante do Bragantino pelo Brasileiro e depois os 180 minutos contra o Palmeiras. A oportunidade eu estou dando, depende do jogador se agarra ou não", afirmou.

Grêmio