PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Grêmio vence o Athletico-PR e garante vaga na próxima Libertadores

Do UOL, em São Paulo

21/02/2021 20h09

O Grêmio venceu o Athletico-PR por 1 x 0 e garantiu uma vaga na próxima Libertadores. O único gol da partida válida pela 37ª rodada do Brasileirão foi marcado no segundo tempo por Thaciano.

Com o resultado, o Grêmio subiu para a sexta colocação, agora com 59 pontos. O Athletico-PR ainda tinha esperanças de classificação até os 43 minutos de jogo, quando o Santos empatou a partida com o Fluminense e tirou o time de Curitiba da competição continental. O Furacão está garantido na disputa da Copa Sul-Americana.

Assim, o Athletico, nono colocado com 50 pontos, apenas cumpre tabela na última rodada contra o Sport. Já o Grêmio encerra a sua participação no Brasileiro contra o Red Bull Bragantino. Ambas as partidas estão marcadas para quinta-feira (25), às 21h30.

Jean Pyerre: entrou para esquentar o jogo

Jean Pyerre entrou no lugar de Isaque logo no início do segundo tempo e conseguiu dar mais efetividade às oportunidades gremistas. Com oito minutos, obrigou o goleiro Santos a operar um milagre na melhor oportunidade do Grêmio no jogo.

Paulo Miranda: dando trabalho ao próprio goleiro

Na metade do segundo tempo, o zagueiro gremista desviou mal e quase marcou contra - sorte dele que Paulo Victor fez boa defesa. Antes disso, na primeira etapa, ele fez falta em Léo Cittadini e no minuto seguinte apenas observou Léo novamente passar pela defesa, obrigando Paulo Victor a defender em dois tempos.

Mexeu bem porque escalou mal?

Renato Gaúcho acertou em suas trocas no segundo tempo. A entrada de Thaciano e Jean Pyerre deram novo ânimo ao time e depois Churín foi responsável pela criação da jogada do gol. Contudo, foram três mudanças logo após o intervalo, mexendo justamente nas novidades que promoveu no onze inicial, tirando Isaque e Maicon.

Grêmio na Libertadores: pré ou fase de grupos?

Com a vitória de hoje, o Grêmio se garante na Libertadores de 2021. Falta ainda descobrir quando o Tricolor começará sua campanha. No momento, com a sexta colocação, o time de Renato Gaúcho está classificado para a fase preliminar da competição.

Porém, caso vença a Copa do Brasil, a vaga será direta para a fase de grupos, e o Santos herdará a vaga na "pré-Libertadores". A partida de ida da decisão da Copa será no próximo domingo (28), contra o Palmeiras.

Cronologia do jogo

Quem produziu mais oportunidades na primeira etapa foi o Athletico-PR. Na melhor delas, aos 30 minutos, Richard cruzou para Nikão cabecear com força, mas a bola passou rente à trave.

Renato Gaúcho promoveu três mudanças logo após o intervalo, incluindo a entrada de Jean Pyerre. As trocas mudaram o ânimo do time. Com oito minutos, o Tricolor obrigou Santos a fazer boa defesa, no chute do próprio Jean.

Poucos minutos depois, Diego Souza chegou a balançar as redes, mas a arbitragem flagrou uma falta do atacante no goleiro do Furacão e anulou a jogada.

Aos 30, Renato promoveu mais uma mudança no time: tirou Diego Souza e colocou Churín. Em sua primeira jogada, o argentino arriscou da entrada da área. A bola sobrou em Thaciano, que chutou com força para marcar o único gol da partida.

Logo após o apito final, Richard e Thiago Heleno receberam cartão vermelho por partir para cima do árbitro Ricardo Marques Ribeiro.

Ficha técnica
Grêmio x Athletico-PR

Competição: Campeonato Brasileiro (37ª rodada)
Data: 21 de fevereiro de 2021, domingo
Hora: 18h15 (de Brasília)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva (ambos de MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto (MG)

Gols: Thaciano (Grêmio) aos 31' do 2º tempo
Cartões amarelos: Darlan e Ferreira (Grêmio)
Cartões vermelhos: Richard e Thiago Heleno (Athletico)

Grêmio: Paulo Victor; Victor Ferraz, Paulo Miranda, Kannemann e Diogo Barbosa; Darlan (Thaciano), Lucas Silva (David Braz) e Everton (Ferreira); Diego Souza (Churín), Isaque (Jean Pyerre) e Pepê. Técnico: Renato Gaúcho

Atlhetico-PR: Santos; Jonathan (Khellven), Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner Vinicius; Richard, Christian, Léo Cittadini (Bissoli), Jadson (Renato Kayser) e Carlos Eduardo (Vitinho); Nikão. Técnico: Antônio Oliveira