PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Torcedores fazem foguetório na madrugada, mas Inter minimiza: "Não deu"

Jogadores do Inter não acordaram com foguetório promovido no hotel da concentração - Ricardo Duarte/Inter
Jogadores do Inter não acordaram com foguetório promovido no hotel da concentração Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Do UOL, em Porto Alegre

21/02/2021 11h43Atualizada em 21/02/2021 12h58

Um grupo de torcedores tentou perturbar o sono da delegação do Inter durante a madrugada de hoje (21). Para impedir o descanso dos jogadores de olho no jogo contra o Flamengo, fizeram foguetório nas cercanias do hotel que serve de concentração ao elenco de Porto Alegre. Três acabaram detidos. O presidente do clube gaúcho, Alessandro Barcellos, porém, minimizou a investida e disse que não deu certo.

"Nós quebramos o nosso protocolo depois do último jogo porque precisávamos falar algo importante para esta reta final de campeonato. Houve comentários que isso se fazia de outras formas. Estou vendo quais são as outras formas, talvez não tão transparentes e republicanas. Isso é uma cultura do futebol que temos que mudar. Mas nossos jogadores dormiram bem, não deu muito certo. Isso faz parte de uma cultura do futebol que cabe a nós mudar", disse Barcellos em entrevista coletiva na manhã de hoje.

Foram várias baterias de fogos de artifício lançadas ao longo da madrugada, registrado pelos jornalistas presentes na concentração do clube gaúcho. A polícia, também presente no local, deteve três responsáveis pela ação, que tentavam fugir após a última bateria, por volta das 3h (de Brasília).

O presidente ainda ressaltou que o Inter está preparado para o jogo com Flamengo, às 16h (de Brasília), que pode valer o título do Brasileirão, e que irá manter o foco para dentro de campo. Para conquistar a taça e quebrar um jejum que dura desde 1979, basta o Colorado vencer.

"O trabalho do clube é ter foco, sem desviar um milímetro disso. O clube sempre teve este cuidado para dar condições de preparação ao jogo. Foi assim. Vamos melhorar a cultura do futebol para manter o protagonismo sempre dentro de campo, que é onde tudo vai se resolver. É isso que os dirigentes devem fazer", completou.

Caso o Inter empate com Fla, vai em vantagem para última rodada, contra o Corinthians. Se perder, a vantagem para rodada final será dos cariocas, que pegarão o São Paulo.

Fla e Inter jogam no Maracanã, hoje (21), às 16h (de Brasília).

Internacional