PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Atender Renato ou manter controle? Grêmio vê impasse para próxima temporada

Renato Gaúcho quer mais investimento para seguir no Grêmio na próxima temporada - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Renato Gaúcho quer mais investimento para seguir no Grêmio na próxima temporada Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

21/02/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Grêmio vive um impasse. De olho na temporada 2021, o clube tem duas alternativas bem claras. Renato Gaúcho, se ficar, quer investimento alto em reforços. Enquanto isso, o presidente Romildo Bolzan Júnior defende a gestão de controle financeiro. Tudo isso será debatido nos dias que encerram a temporada atual.

O clube trabalha para que tais temas não cheguem ao vestiário. Ainda que não tenha muito em disputa no Brasileiro, o Tricolor está na final da Copa do Brasil e disputará o título com o Palmeiras.

Mas a encruzilhada se aproxima a cada dia. Segundo o mandatário gremista, a negociação para renovação com Renato Gaúcho já começou. Ele estará nos dois jogos da final, ou seja, irá prorrogar o atual vínculo nem que seja por 10 dias.

E para contemplar o treinador é necessário abrir o cofre. Renato quer mais jogadores, ações mais pesadas no mercado da bola. Entre os possíveis alvos, Borré, do River Plate, seria alternativa.

"É um jogador interessante. Que eu saiba já está vendido. Se fosse o caso, teria que ser no meio do ano. Não há nenhuma movimentação neste sentido, mas é um jogador interessante", disse o presidente Romildo Bolzan Júnior aos veículos de comunicação do Grêmio.

Para sonhar com o atacante, o Tricolor teria que abrir os cofres, algo que não parece disposto a fazer. Romildo considera manter as contas em dia como fundamental para o clube.

"Se tiver necessidade de baixar a folha de pagamento, vamos baixar. Mas vamos qualificar o elenco de acordo com nosso diagnóstico. Estou constrangido com a campanha no Brasileiro, mas o Grêmio segue sendo um clube cumpridor de seus compromissos. Tivemos altos e baixos, mas isso não é questão de preço, é muitas vezes uma questão técnica", disse o presidente.

"A folha cresceu em função dos títulos e a perspectiva de fazer um elenco mais amplo. Nossa folha é uma folha está na média dos clubes brasileiros. A folha do São Paulo, Palmeiras, Flamengo são maiores, a do Vasco é menor, a do Cruzeiro pela segunda divisão, também. A do Atlético-MG é muito maior. Temos uma média interessante. Não somos a maior nem uma das menores. Temos uma média que pode ser cumprida. O Grêmio sempre trabalha no equilíbrio financeiro e na possibilidade de pagamento", completou.

Independente dos nomes ou do "peso" que causem no investimento, o Tricolor definiu suas metas para a temporada que vem. Segundo Bolzan, o clube procura jogadores de meio e ataque, e um primeiro volante. Até quatro jogadores com "nível de titularidade" devem ser contratados.

O Atlético-MG, com uma folha de pagamento muito maior, citada pelo presidente, é exatamente quem está interessado em Renato Gaúcho. O treinador, porém, segundo apurou o UOL Esporte, só está disposto a conversar depois de esgotar as negociações com Grêmio.

Neste domingo, o time gaúcho encara o Athletico Paranaense pela penúltima rodada do Brasileiro. A chance de classificação para fase de grupos da Libertadores via Brasileirão é remota, e a vaga na fase preliminar está praticamente confirmada.

Grêmio