PUBLICIDADE
Topo

Esporte

O dia em que o Barcelona disse não à oportunidade de contratar Mbappé

Mbappé posa com a bola da partida entre PSG e Barcelona pela Liga dos Campeões; atacante foi eleito o melhor em campo - Alex Caparros - UEFA/UEFA via Getty Images
Mbappé posa com a bola da partida entre PSG e Barcelona pela Liga dos Campeões; atacante foi eleito o melhor em campo Imagem: Alex Caparros - UEFA/UEFA via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/02/2021 15h08Atualizada em 19/02/2021 13h34

Após o craque do PSG Kylian Mbappé fazer três gols contra o Barcelona em um único jogo, no Camp Nou, a história sobre uma recusa dos culés por ele voltou à tona. Dessa vez, quem confirmou os relatos foi Junior Minguella, filho de Josep Maria Minguella (ex-presidente do clube).

"Nos encontramos em uma situação em que sabíamos que Neymar tinha um acordo com o PSG e ele iria para lá. E estávamos naquele momento em que o Neymar, por bonificação contratual, ainda não tinha confirmado que ia sair e o clube não queria dar o primeiro passo antes dele", disse Minguella à rádio COPE.

"No momento em que se confirmou a saída de Neymar, os técnicos e o presidente tiveram dúvidas sobre qual jogador eles gostariam de incorporar ao elenco. Eles acreditavam que os melhores nomes para o tipo de jogo da equipe eram mais Dembélé do que Mbappé. Eles disseram que Mbappé era um fantasma. Fechamos o acordo em 130 milhões de euros (R$ 847 milhões) mais incentivos. Mbappé ganharia entre 10 e 16 milhões de euros líquidos", continuou.

Entretanto, o Barcelona acabou optando por contratar Ousmane Dembélé no lugar de Mbappé. Com isso, o francês continuou no PSG e agora brilha em muitos jogos, alguns deles ao lado de Neymar.

Ontem o PSG venceu o Barcelona, no Camp Nou, por 4 a 1, pela Liga dos Campeões, com direito a três gols do francês e uma cobrança de pênalti de Lionel Messi.

Esporte