PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Procurado pelo Botafogo, técnico Fernando Diniz avalia opções no mercado

Fernando Diniz comanda o São Paulo na semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio - Fernando Alves/AGIF
Fernando Diniz comanda o São Paulo na semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio Imagem: Fernando Alves/AGIF

Alexandre Araújo e Thiago Fernandes

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP)

16/02/2021 12h00

Fernando Diniz integra a lista de interesses do Botafogo para ser o técnico na próxima temporada, mas ainda avalia opções no mercado da bola e adota cautela para definir o futuro. O treinador está livre desde a demissão no São Paulo, no início deste mês.

Além do Alvinegro, outros clubes também entraram em contato com o comandante, mesmo que ainda de maneira embrionária, e ele aguarda as novas movimentações para avaliar melhor o cenário e avançar nas tratativas. Representantes do técnico chegaram a manter contato com Santos, por exemplo, mas o negócio não foi adiante.

O Glorioso, por sua vez, caminha em uma reformulação do departamento de futebol e também analisa opções com calma. Os primeiros passos para as mudanças que a cúpula pretende implementar aconteceram já após a concretização do rebaixamento no Campeonato Brasileiro — depois da derrota para o Sport, no último dia 5.

Com a saída de Eduardo Barroca, que foi o quinto técnico do Glorioso na temporada, o auxiliar Lúcio Flávio é quem vem comandando o time nesta reta final da competição. A informação sobre a procura por Diniz foi publicada, inicialmente, pelo "Fogo na Rede" e confirmada pelo UOL Esporte.

Eduardo Freeland, recentemente apresentado como novo diretor de futebol, analisa diretrizes traçadas junto à cúpula para a formação da comissão técnica e elenco. Um dos grandes obstáculos que o Botafogo terá é a questão financeira, uma vez que o clube atravessa uma crise e terá ainda menos receita por conta da queda.

Em relação a Diniz, alguns pontos do trabalho são vistos como positivos pela diretoria, que tem a intenção de um acerto ainda antes do início do Campeonato Carioca, que começa em março.

O treinador chegou ao Tricolor paulista em setembro de 2019 e se despediu neste mês. Com o São Paulo, ele chegou a liderar o Brasileiro com uma boa vantagem, mas o time caiu de produção e a recém-eleita gestão optou pelo fim da parceria entre as partesSul-Americana. Com ele, o ex-jogador Raí, então executivo de futebol, também saiu. O argentino Hernán Crespo foi anunciado no fim da última semana — ele estava no Defensa y Justicia, da Argentina, e foi campeão da Copa Sul-Americana.

Botafogo