PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco irá solicitar a anulação da partida após polêmica com o VAR

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/02/2021 18h46

O Vasco irá solicitar a anulação da partida onde foi derrotado por 2 a 0 pelo Internacional, hoje (14), em São Januário (RJ). O motivo é a suposta falha técnica do VAR na verificação de um possível impedimento de Rodrigo Dourado no gol marcado pelo jogador colorado. O UOL Esporte confirmou a movimentação jurídica com o 1º vice-presidente geral do clube, Carlos Roberto Osório.

"O jurídico analisou a situação tão logo aconteceu e irá anexar o documento na súmula da partida. Amanhã vamos solicitar formalmente à CBF a anulação da partida. Foi um erro de direito, uma falha de equipamento que interferiu diretamente no resultado. Foi um prejuízo flagrante ao nosso clube", disse Osório.

Posteriormente, em entrevista coletiva, o diretor-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, confirmou a intenção do Vasco em anular a partida de hoje em São Januário.

"O Vasco vai à CBF para ouvir a gravação de novo, ver as imagens de novo como nós fomos [após a partida contra o Bahia], e vamos ouvir que o lance foi inconclusivo. Sempre tem uma justificativa. Foi vendido para nós que era 100% de acerto, que ia acabar a injustiça no futebol. Não acabou. Em 48 horas nosso departamento jurídico vai entrar com um pedido de anulação no STJD. Independente se estava impedido ou não, o que não pode é mudar a regra do jogo a favor de uma equipe ou outra. Nesse jogo aqui não tinha linha e talvez todos os outros jogos do campeonato tinham linha. Resposta a gente não tem, a gente tentou com o árbitro e ele disse que em casa ia ver se acertou ou errou. A gente quer resposta, não quer transferir responsabilidade", frisou Pássaro.

Vasco revela pedido para retirada de câmera de TV

Carlos Roberto Osório revelou também que a cabine do VAR teria solicitado, antes do jogo, que a Vasco TV retirasse a câmera que fica na linha do impedimento para não gerar um conflito de imagens.

"Isso foi atendido [o pedido de retirada da câmera], mas não entendemos o motivo, foi uma coisa muito estranha. E isso se acrescenta aos fatos do jogo. O equipamento não funcionou na hora capital e influenciou no resultado do jogo", complementou Osório.

Pássaro também confirmou este episódio na entrevista coletiva após o jogo:

"Na hora que a gente saiu para o jogo o pessoal da Vasco TV me avisou que sempre tínhamos uma câmera na lateral do campo para pegar imagens, bastidores e ela sempre esteve ali em todos os jogos. E foi pedido pelo pessoal do VAR para que ela fosse retirada dali sob o argumento de que essa câmera poderia captar uma imagem que pudesse desmentir o VAR. Isso foi inédito para nós".

Vasco cogitou não voltar para o segundo tempo

O técnico Vanderlei Luxemburgo revelou que o Vasco cogitou não retornar para o segundo tempo após tomar ciência da situação do VAR. O clube, porém, ficou temeroso de, posteriormente, ser punido com um W.O, o que geraria a perda de mais três pontos.

Incomodado, Luxa mandou um recado direto ao presidente da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba:

"O árbitro me disse que quando chegasse em casa ia ver o replay. P...! Mas depois que você chegar em casa vai ver? O jogo já acabou. A Comissão de Arbitragem, sob o comando do Gaciba, vem se equivocando. O Vasco teve 18 erros contra. É muito, Gaciba. Você publicamente arruma linha daqui e dali, mas a tua linha não está funcionando como não funcionou hoje. E você [Gaciba] vem com um monte de desculpa, cascata disso e daquilo".

Inter não irá se manifestar

Envolvido indiretamente na polêmica, o Internacional não irá se manifestar a respeito da tentativa de anulação da partida por parte do Vasco. O presidente do clube, porém, demonstrou estar preocupado com a arbitragem nas próximas rodadas, e reclamou do pênalti assinalado a favor do Cruzmaltino que foi desperdiçado por Germán Cano.

Confira a carta do Vasco pedindo a anulação do jogo

"De acordo com as normas aplicáveis ao VAR e previstas nas Regras de Futebol 2020/21 da CBF, nos jogos em que o VAR é utilizado pela arbitragem, o "VAR automaticamente deve "checar" as imagens gravadas das câmeras de TV, em todo possível ou real gol, pênalti ou decisão/incidente de cartão vermelho direto, ou em caso de identificação equivocada, utilizando diferentes ângulos de câmeras e velocidades de replay" (p. 151).

No entanto, não foi isso que se viu no jogo Vasco x Internacional, quando o Vasco foi claramente prejudicado - novamente, diga-se de passagem - pelo VAR. Dessa vez, sistema do VAR deixou de funcionar justamente no momento da checagem do gol do Internacional, cujo autor estava claramente em posição de impedimento, como demonstrando por diversos ângulos pelas câmeras de televisão.

Essa inadmissível falha do VAR feriu de morte a lisura da partida, tornando-a anulável. Por isso, requeremos a anulação da partida Vasco x Internacional ocorrida em 14/02/2020, com a consequente remarcação da partida em nova data e com um VAR em pleno funcionamento".

Futebol