PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sport vence Inter no Beira-Rio, se afasta do Z4 e esquenta luta pelo título

Ricardo Duarte/Sport
Imagem: Ricardo Duarte/Sport

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

10/02/2021 20h59Atualizada em 10/02/2021 23h46

O Sport surpreendeu o Internacional e venceu em pleno estádio Beira-Rio. O triunfo por 2 a 1 não só dá ao clube pernambucano fôlego na luta contra o rebaixamento como deixa ainda mais quente a disputa pelo titulo do Campeonato Brasileiro. Agora, com três jogos para o fim, a vantagem do líder Colorado para o Flamengo é de apenas um ponto (66 a 65). O estrago só não foi maior porque o Atlético-MG, terceiro colocado, ficou no 0 a 0 com o Fluminense hoje (10) e tem agora 61 pontos.

Todos os gols do jogo saíram no primeiro tempo, quando os visitantes já contavam com um homem a mais em campo após a expulsão do lateral Uendel. Marcão abriu o placar para o Sport, Patrick empatou quatro minutos depois e, nos acréscimos, Dalberto fez 2 a 1.

O gol de Dalberto, aliás, foi um capítulo à parte. O cruzamento de Patric, pela direita, foi alto e a defesa colorada parou acreditando que a bola tinha saído. O ala Júnior Tavares, ex-São Paulo, acreditou no lance, recuperou e fez a assistência o atacante do Sport. O goleiro Marcelo Lomba e os zagueiros ficaram congelados.

O Sport venceu a quarta partida como visitante no campeonato, a segunda consecutiva. O fato curioso é que o primeiro triunfo longe de Recife também foi em Porto Alegre. Em setembro, o time bateu o Grêmio na partida que fez os dirigentes gremistas rescindirem com Thiago Neves, agora jogador rubro-negro.

A equipe de Jair Ventura chega a 41 pontos, em 14º, e abre boa distância, de quatro pontos, em relação ao Vasco, o 17º colocado, que encabeça a zona de rebaixamento.

Quem foi bem: Marcão

Atento na marcação, incansável no meio-campo e inteligente no ataque. Camisa 77 do Sport abriu placar do jogo em lance de contra-ataque, com finalização cedo e surpresa para Lomba.

Quem foi mal: Uendel

Lateral esquerdo do Inter errou tempo de bola em disputa aérea com Marquinhos e, na sequência, puxou o jogador do Sport. Foi expulso e mudou o jogo em Porto Alegre.

Festival de cartões para os dois bancos de reservas

Jair Ventura levou amarelo, por comemorar o primeiro gol do jogo dentro da área técnica do Inter. O mesmo episódio fez Zé Gabriel, zagueiro do clube gaúcho, levar vermelho. E Jorney Anísio, preparador de goleiros rubro-negro, também foi expulso. No segundo tempo, Leandro Fernández levou cartão amarelo e como estava pendurado, está fora do próximo confronto colorado — diante do Vasco, domingo, no Rio de Janeiro.

A partida toda teve clima tenso fora de campo, com muita conversa e provocação entre as partes. Os dirigentes colorados, nas arquibancadas com cota de entradas prevista pelo protocolo da CBF, gritaram bastante em muitos momentos do jogo.

Desempenho do Inter

A pressão inicial deu volume, mas poucas chances ao Inter. Se era difícil encarar um Sport muito fechado com time completo, o cenário piorou com a expulsão de Uendel. O time de Abel Braga deu sinais de estresse em vários momentos. Ofensivamente a saída foi cruzar para área.

Desempenho do Sport

A linha de cinco jogadores à frente do goleiro não foi ato isolado. O Sport montou uma armadilha afiada para encarar o Inter e, ao longo do duelo, se mostrou concentrado ao extremo para fazer bom uso da estratégia. Os gols tiraram vantagem de uma provável pressão para o time da casa dominar e vencer, mas contaram com boa dose de mérito em tomada de decisão.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X SPORT

Data e hora: 10/02/2021 (quarta-feira), às 19h (horário de Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo dos Santos (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Cartões amarelos: Patric, Jair Ventura (treinador), Marquinhos, Luan Polli (SPT); Leandro Fernández, Patrick (INT)
Cartão vermelho: Uendel, Zé Gabriel (INT); Jorney Anísio (preparador de goleiros (SPT)
Gols: Marcão, aos 38 minutos do primeiro tempo (SPT); Patrick, aos 41 minutos do primeiro tempo (INT); Dalberto, aos 50 minutos do primeiro tempo (SPT)

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado (Nonato), Praxedes (Léo Borges), Edenilson, Patrick (Peglow); Caio Vidal (Abel Hernández) e Yuri Alberto
Técnico: Abel Braga

SPORT: Luan Polli; Patric, Rafael Thyere, Iago Maidana, Adryelson e Júnior Tavares (Hernane Brocador); Marcão, Betinho (Ronaldo Henrique), Marquinhos (Sander) e Thiago Neves (Everton); Dalberto (Luciano)
Técnico: Jair Ventura

Futebol