PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marquinhos revela que 'não gosta de conduzir' sua Ferrari de R$1,2 milhão

O zagueiro da seleção brasileira Marquinhos em partida contra a Venezuela, em 13/10 - Lucas Figueiredo/CBF
O zagueiro da seleção brasileira Marquinhos em partida contra a Venezuela, em 13/10 Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/02/2021 15h50

Em uma recente entrevista para a revista 'So Foot', Marquinhos revelou que realizou um sonho de comprar um grande carro ao chegar no PSG. O veículo escolhido foi uma Ferrari, avaliada em R$1,2 milhão, na cotação atual, porém, mesmo com o veículo na garagem, o defensor disse que não tem muito costume de dirigir.

"Comprei quando cheguei ao PSG, mas uso muito pouco. Não gosto de dirigir. Só pego no Ferrari se estiver com a família ou amigos. Sempre quis jogar em um grande clube e comprar um bom carro. Por isso, o dia que comprei o Ferrari foi histórico para mim, disse para mim mesmo: 'Você conseguiu'", disse o atleta.

Na mesma entrevista, Marquinhos fez questão de citar o ex-treinador do PSG, Thomas Tuchel e o agradeceu pelos conselhos e aprendizados nos anos que trabalharam juntos.

"Sempre respeito as decisões dos dirigentes, e apenas posso dizer que, com Tuchel progredi muito, cheguei a um nível que nuca imaginaria. Ele me fez um jogador muito melhor, mas no futebol, tudo acontece muito rápido, talvez, rápido demais", disse o ex-Corinthians, em entrevista à revista "So Foot".

Marquinhos chegou ao Paris Saint-Germain em meados de 2013 após uma breve passagem pelo Roma, da Itália. Os valores envolvidos na negociação giram em torno de 31,4 milhões de euros, o que na cotação atual é um valor de aproximadamente R$205 milhões.

Futebol