PUBLICIDADE
Topo

Inglês - 2020/2021

James Rodríguez diz que camisa 10 está morrendo: ‘Só bola na área’

James Rodríguez comemora gol do Everton no Campeonato Inglês - REUTERS/Jan Kruger
James Rodríguez comemora gol do Everton no Campeonato Inglês Imagem: REUTERS/Jan Kruger

Do UOL, em São Paulo

05/02/2021 15h09

Vencedor do prêmio Puskás de 2014, o meia colombiano James Rodríguez é o que pode ser chamado de um clássico camisa 10. Habilidoso, com passes precisos e um poderoso chute, o jogador acredita que esse tipo de jogador é cada vez mais raro no futebol.

"O camisa 10 está morrendo, sim. Acho que a cada dia que passa, a cada ano que passa, o camisa 10 praticamente não joga mais. Agora você vê jogadores e times que querem muito mais cruzar a bola na área, querem jogar com atacantes de lado rápidos. E a verdade é que o camisa 10 já está de fora", disse James Rodríguez em entrevista ao Dazn.

Contratado na temporada passada pelo Everton, da Inglaterra, o colombiano fez 14 partidas e já anotou quatro gols e deu três assistências na Premier League.

"É preciso estar claro também que hoje as equipes não jogam para ganhar, mas para não perder. Jogadores que sabem jogar, os técnicos os deixam de lado", disse o meia.

James comentou também seu momento na Copa do Mundo de 2014 no Brasil, quando marcou um bonito gol contra o Uruguai e depois venceu o prêmio Puskás. Ele acredita que uma melhor campanha da seleção poderia ter lhe rendido o prêmio de melhor do mundial.
"Acho que se a Colômbia tivesse se classificado para as semifinais, com certeza eu poderia ter ganhado (o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo de 2014)".