PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Ex-dirigente do Cruzeiro comenta Dodô no Atlético-MG: "tiro no pé"

Dodô chega ao Atlético-MG após saída conturbada do Cruzeiro e quase um ano sem jogar - Reprodução
Dodô chega ao Atlético-MG após saída conturbada do Cruzeiro e quase um ano sem jogar Imagem: Reprodução

Do UOL, em Belo Horizonte

05/02/2021 15h51

Classificação e Jogos

A chegada do lateral esquerdo Dodô ao Atlético-MG agitou os bastidores do futebol em Minas Gerais e acendeu novo pavio na rivalidade entre Galo e Raposa. Tanto que um ex-membro do Conselho Gestor do Cruzeiro — grupo que administrou o clube após a renúncia do ex-presidente Wagner Pires de Sá — "cornetou" a chegada do ex-cruzeirense ao rival alvinegro.

"Tiro no pé. Parece que tem um Itair do outro lado da lagoa...Grande negócio! Vamos rir bastante...", publicou Carlos Ferreira, que foi interlocutor do Conselho Gestor no departamento de futebol celeste entre dezembro de 2019 e junho de 2020.

Dodô entrou na Justiça contra o Cruzeiro e obteve ganho de causa no valor de R$ 15 milhões, valor que o clube celeste pagará em 60 parcelas de R$ 250 mil, a partir de 2022. Tal prejuízo aos cofres da Raposa foi gerado por um contrato assinado ainda na época em que Itair Machado, citado na postagem de Carlos Ferreira, era o vice-presidente de futebol estrelado na gestão Wagner Pires de Sá. Ambos, Machado e Pires de Sá, foram processados e respondem por diversas práticas delituosas enquanto dirigentes azuis.

O lateral foi confirmado como reforço do Atlético-MG hoje (5) e assinou contrato de dois anos com o clube alvinegro.

Chegada ao Cruzeiro

O lateral esquerdo Dodô foi contratado pelo Cruzeiro em 2019, vindo da Sampdoria-ITA. O contrato feito naquela época foi contestado pela atual gestão cruzeirense, que alegou na Justiça má-fé por cláusulas incluídas no documento, que apontava a obrigação de o clube azul adquirir o atleta em caso da soma de 15 pontos na Série A, ou se o jogador atuasse em apenas três partidas daquela edição do Nacional.

Esse novo vínculo não foi assinado, mesmo com as premissas tendo sido cumpridas, e, Dodô deixou de ganhar R$ 8,8 milhões no Cruzeiro, valor estabelecido em contrato - em formas de luvas - e que seriam pagos em 18 parcelas, entre fevereiro de 2020 e dezembro de 2021.

Atlético-MG