PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Como Fluminense deu a volta por cima após a goleada para o Corinthians

Do UOL em São Paulo

01/02/2021 04h00

Dia 13 de janeiro, 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Era uma noite de quarta-feira quando o Fluminense sofreu um apagão e terminou goleado por 5 a 0 para o Corinthians, na Neo Química Arena. O resultado que tinha grande potencial de desestabilizar e agravar uma possível crise nas Laranjeiras acabou se tornando uma importante virada de chave para as pretensões do Tricolor no fim da temporada.

O mais novo capítulo dessa retomada, cuja ambição é obter a vaga direta para a Copa Libertadores, foi a vitória por 3 a 0 sobre o Goiás, na noite de ontem (31), no Estádio Nilton Santos. Com o resultado, o time alcançou o quinto lugar no Brasileirão, com 53 pontos.

Desde a derrota para o Corinthians, o Fluminense não sabe o que é perder na competição - foram três vitórias, contra Sport, Botafogo e Goiás, além de um empate, diante do Coritiba. Assim, de 12 pontos disputados, o time conquistou dez, com aproveitamento de 83%. E muito disso se deve ao técnico Marcão, que não estava no fatídico episódio por ter contraído covid-19 e voltou somente no duelo contra o Sport.

Com Marcão, o Fluminense passou a imprimir um ritmo de jogo mais rápido, e os jogadores assimilaram a mentalidade vencedora que era preciso para superar a experiência ruim em São Paulo. Não à toa, o comandante faz questão de exaltar em suas entrevistas que o aspecto mental da equipe está fortalecido e com as metas bem definidas para encarar as cinco rodadas restantes do torneio.

"Nós não fazemos conta no dia a dia, mas jogo a jogo as oportunidades vão acontecendo. Nós temos que pensar nisso. Não queremos ir muito longe para não perder o foco daquele próximo adversário. É lógico que tem organização, nós imaginamos chegar a uma determinada pontuação para se classificar direto ou na fase de grupo, mas isso foram eles [jogadores] que criaram ao buscar os resultados positivos. Os adversários diretos tropeçaram também, mas sabemos que são cinco decisões daqui para frente. É focar nisso, focar no jogo de quarta-feira para fazer o melhor. É um jogo difícil, porque é difícil jogar lá dentro, mas com a certeza que vamos tentar trazer pontos importantes para o Rio de Janeiro para somar pontos e lá na frente estar comemorando coisas interessantes", contou o comandante após a vitória contra o Goiás.

Quem também vem ajudando nesta retomada é o atacante Nenê. Ele voltou à titularidade contra o Botafogo, foi bem e, contra o Goiás, foi mantido entre os 11 iniciais. Ontem (31), por um capricho da bola, não marcou um golaço - o que ampliaria ainda mais o placar elástico de 3 a 0 construído no Engenhão.

Se por um lado o Flu conta com a experiência de Nenê e Fred no ataque, Marcão tem encontrado também na mescla com a garotada valores importantes para suprir as baixas sofridas por lesões ou contaminação do novo coronavírus. Foi em uma dessas alternativas que se destacaram como Samuel, John Kennedy e Martinelli - este último brilhou ontem e marcou dois gols.

O próximo desafio do Fluminense é o Bahia fora de casa, na Fonte Nova. O duelo está marcado para a próxima quarta-feira às 21h30 (horário de Brasília).

Futebol