PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Protesto incomoda, e Sampaoli avalia deixar Atlético-MG após o Brasileiro

Sampaoli não garante permanência no Galo em 2021 por insatisfação com críticas feitas por torcedores organizados - Fernando Alves/AGIF
Sampaoli não garante permanência no Galo em 2021 por insatisfação com críticas feitas por torcedores organizados Imagem: Fernando Alves/AGIF

Guilherme Piu, Eder Traskini e Thiago Fernandes

Do UOL em Belo Horizonte e São Paulo

27/01/2021 16h45

Classificação e Jogos

As pesadas críticas de torcedores, principalmente de integrantes da maior organizada do Atlético-MG, colocam em xeque a permanência de Jorge Sampaoli no comando técnico do Galo. Uma fonte próxima ao treinador disse ao UOL Esporte que o argentino ainda analisará sobre sua continuidade no clube para a temporada 2021.

De acordo com informações preliminares, Sampaoli se irritou com a manifestação contrária a ele realizada na porta da Cidade do Galo, centro de treinamento atleticano, horas antes da partida contra o Santos, ontem (26). "Se antes ele estava certo de ficar, agora não mais", comentou a fonte à reportagem.

Torcedores organizados já se manifestaram três vezes contra a irregularidade do time nesta semana. Uma na porta da sede atleticana, no bairro de Lourdes, região nobre de Belo Horizonte, no Mineirão com faixas críticas, e na porta do CT. Essas manifestações é que desagradaram ao treinador, que passa a colocar em dúvida sua permanência na capital mineira, indicando que pode até escutar outras possibilidades, propostas de outras equipes.

A informação da insatisfação de Sampaoli com os protestos foi antecipada pelo Superesportes e confirmada pelo UOL.

O Atlético-MG venceu o Santos por 2 a 0, no Mineirão, após a onda de protestos, e Sampaoli naõ foi questionado na coletiva sobre a manifestação.

A intenção da nova diretoria do Atlético-MG, agora comandada por Sérgio Coelho, atual presidente, é permanecer e renovar com Sampaoli até o fim de 2022. Conversas para isso já haviam sido iniciadas. Entretanto, dependendo da cabeça do treinador, pode haver uma reviravolta.

Apesar de supor uma eventual saída, Sampaoli sabe que há uma multa rescisória a ser paga. O valor dessa rescisão girava em torno de 2,5 a 3 milhões de dólares no ano passado. Desde o começo do ano esse valor caiu para algo em torno de R$ 8 milhões.

O UOL apurou que o Atlético-MG aguarda um posicionamento oficial do treinador, que ainda não tratou do assunto com a diretoria.

Atlético-MG