PUBLICIDADE
Topo

Vasco

"Pode fazer diferença", diz Graça sobre empate do Vasco com Palmeiras

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/01/2021 22h19

Classificação e Jogos

A ideia era ter vencido para se distanciar de vez da zona de rebaixamento, mas o empate em 1 a 1 diante do Palmeiras hoje (26) não foi encarado como ruim pelo Vasco. Na avaliação do zagueiro Ricardo Graça, o ponto conquistado pode fazer a diferença no final do Campeonato Brasileiro.

"Não foi o jogo que a gente queria, queríamos vencer para sair da zona da confusão, como a gente costuma falar. Se deixar para o final, fica mais perigoso. Com certeza, a gente lutou. Mas é importante valorizar o ponto porque pode fazer diferença lá na frente", declarou ao Premiere.

Esta foi a primeira partida de Ricardo Graça após sofrer uma crise de apendicite antes do empate contra o Atlético-GO, no último dia 7. O jovem revelou o drama que passou com o problema clínico iniciado na concentração em Goiânia:

"Sobre a volta, estou muito feliz. Eu ia jogar contra o Atlético-GO, logo quando o professor [Luxemburgo] voltou. Aí, no hotel, passei muito mal, fiz exame e deu uma infecção na barriga. Voltei para o hotel achando que já tinha melhorado, tomei remédio, mas no almoço passei muito mal. Vomitei muito, estava tremendo para caramba. O Vasco fretou um avião para mim, e o médico disse 'vamos operar logo porque é apendicite e pode piorar depois'. Fiquei 16 dias fora, treinei quatro, cinco dias, muito forte para voltar aqui. [Estou] Muito feliz pela volta, mas trocaria pela vitória".

Ricardo Graça foi titular na vaga de Leandro Castán por opção técnica de Vanderlei Luxemburgo.

Neste domingo (31), o Vasco tem pela frente uma verdadeira decisão, em São Januário (RJ), diante do Bahia, um adversário direto na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Vasco