PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Koeman repercute rombo no Barça e avisa: "Ajudamos com os cortes salariais"

Técnico holandês lamentou o estrago financeiro causado pelo coronavírus em todo o mundo do futebol - Fran Santiago/Getty Images
Técnico holandês lamentou o estrago financeiro causado pelo coronavírus em todo o mundo do futebol Imagem: Fran Santiago/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

26/01/2021 10h19

Classificação e Jogos

O técnico do Barcelona, Ronald Koeman, ressaltou o corte salarial do elenco da equipe ao ser questionado sobre o rombo financeiro do clube, que tem uma dívida na casa dos 730 milhões de euros (quase R$ 5 bilhões).

Em entrevista coletiva às vésperas do duelo contra o Rayo Vallecano, pelas oitavas de final da Copa do Rei, o holandês afirmou que a pandemia do coronavírus causou estrago em todo o futebol - apesar disto, os catalães tiveram a maior receita entre os clubes no ano passado.

"Os times sofrem economicamente com a covid-19. O Barça também se enfraquece com a falta de turismo. Todos os clubes podem ter números muito ruins hoje, não é só aqui. Não vi jogadores muito afetados por este problema, e todos nós ajudamos o clube com os cortes salariais", disse Koeman.

O treinador também foi abordado sobre um possível atraso no pagamento dos salários de alguns jogadores e mostrou surpresa com a questão.

"Não sei se isso é verdade. Tenho que perguntar. Até lá, não posso responder a esse tipo de pergunta", completou ele, sem dar mais detalhes.

Por fim, ele não descartou a briga pela conquista do Campeonato Espanhol - atualmente liderado pelo Atlético de Madri -, mas valorizou a importância da Copa do Rei por conta do menor número de partidas para chegar a títulos.

"Procuramos lutar por todas as competições. Realisticamente, há uma vantagem do Atlético de Madri pela forma que estão e pelo descanso sem jogar a Copa, é complicado. Vamos fazer o que pudermos. A Copa é mais curta, há menos jogos. Jogaremos para ganhá-la e é isso que quero ver na minha equipe."

Barcelona