PUBLICIDADE
Topo

Barcelona

Com R$ 5 bi, Barça tem maior receita entre clubes em 2020; veja ranking

Barcelona tem a maior receita entre clubes no mundo mesmo durante a pandemia - Reprodução/Twitter
Barcelona tem a maior receita entre clubes no mundo mesmo durante a pandemia Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

26/01/2021 09h12Atualizada em 14/04/2021 08h49

O Barcelona teve a maior receita de um clube no mundo na temporada 2019/2020, mesmo durante a pandemia. Entretanto, os culés estão à frente do Real Madrid por algumas centenas de milhares.

Barça lidera o ranking com 715,1 milhões de euros (pouco mais de R$ 4,7 bilhões). Logo atrás está o Real, com 714,9 milhões de euros (pouco mais de R$ 4,7 bilhões). Esses dados foram levantados pela empresa americana de consultoria Deloitte e contempla os 20 clubes com os maiores lucros da temporada.

Em terceiro lugar está o vencedor da Liga dos Campeões de 2020, Bayern de Munique, com 634 milhões de euros (R$ 4,2 bilhões).

Confira os dez clubes com as maiores receitas na temporada passada:

  1. Barcelona - 715,1 milhões de euros (R$ 4,7 bilhões)
  2. Real Madrid - 714,9 milhões de euros (R$ 4,7 bilhões)
  3. Bayern de Munique - 634 milhões de euros (R$ 4,2 bilhões).
  4. Manchester United - 580 milhões de euros - (R$ 3,8 bilhões)
  5. Liverpool - 558 milhões de euros - (R$ 3,9 bilhões)
  6. Manchester City - 549 milhões de euros - (R$ 3,6 bilhões)
  7. PSG - 540 milhões de euros - (R$ 3,5 bilhões)
  8. Chelsea - 470 milhões de euros - (R$ 3,1 bilhões)
  9. Tottenham - 457 milhões de euros - (R$ 3 bilhões)
  10. Juventus - 398 milhões de euros - (R$ 2,6 bilhões)

Queda de receita

Segundo o estudo, os 20 maiores clubes geraram um total de R$ 54 bilhões na temporada 2019/20, queda de 12% em relação à temporada anterior (R$ 61 bilhões).

A empresa explica que essa queda de receita se deu pela queda no preço das transmissões, adiamentos e jogos cancelados por causa da pandemia. No entanto, houve um aumento de receita gerado por novos acordos comerciais estratégicos nos clubes.

A Deloitte estima ainda que o prejuízo nas receitas pode chegar a R$ 13 bilhões até o final da temporada 2020/21.

Barcelona