PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Corinthians é dominado, perde para o Bragantino e vê G-6 distante no BR

Do UOL, em São Paulo

25/01/2021 21h58

Classificação e Jogos

O sonho do Corinthians em chegar ao G6 do Campeonato Brasileiro está cada vez mais difícil. Na noite de hoje, o Timão foi dominado pelo Red Bull Bragantino e derrotado por 2 a 0 em plena Neo Química Arena. Por sua vez, a equipe do interior paulista chega aos 44 pontos e praticamente se livra de qualquer possibilidade de rebaixamento com seis rodadas de antecedência.

Fora de casa, o time comandado por Maurício Barbieri não tomou conhecimento do Corinthians, que estreava seu novo patrocínio master, em Itaquera. Saiu na frente logo no primeiro minuto de jogo, com Helinho, controlou as ações da partida e ampliou o placar ainda na etapa inicial, com o meia-atacante Claudinho. Depois, no restante do confronto, controlou o Timão e garantiu sua quarta vitória em cinco jogos em 2021.

Com o resultado na Neo Química Arena, o Corinthians fica na 10ª colocação na tabela, com 45 pontos, porém com um jogo a menos. O Grêmio - último clube na zona de classificação para a Copa Libertadores - tem 51. Por sua vez, o Bragantino alcança os 44 pontos e está uma posição abaixo do clube do Parque São Jorge.

Claudinho exerce a 'Lei do Ex'

O destaque positivo do duelo paulista na Neo Química Arena foi o meia-atacante Claudinho, do Bragantino. O jogador foi peça-chave para a equipe do interior e ainda marcou um gol demonstrando muita categoria no primeiro tempo. No passado, o jogador passou pelo Timão, mas não teve oportunidades e foi negociado posteriormente.

Ramiro dá muito espaço e destoa

Coletivamente, a atuação do Corinthians deixou muito a desejar. No entanto, o rendimento do volante Ramiro destoou dos demais. Além de ter dado espaço para o atacante Helinho finalizar no lance do primeiro gol do Bragantino, o meio-campista teve rendimento apagado na construção das jogadas pelo lado direito do ataque.

O veneno de Helinho

O Bragantino precisou de apenas um minuto para dar seu cartão de visitas na Neo Química Arena. Depois de uma boa troca de passes pelo lado esquerdo do ataque, o atacante Helinho recebeu a bola na entrada da área e, com espaço, decidiu arriscar. O ex-são-paulino chutou rasteiro, cruzado e não deu tempo para o goleiro Cássio reagir e fazer a defesa e evitar o gol.

Lá e cá

Mesmo em vantagem, o Bragantino manteve a postura ofensiva e seguiu agredindo o Corinthians, que também foi para o ataque para tentar reverter a adversidade na Neo Química Arena. O jogo ficou aberto no meio de campo e ambas as equipes criaram boas chances no primeiro tempo.

O 16º gol de Claudinho no Brasileirão

Com a partida equilibrada, brilhou a estrela do meia-atacante Claudinho. Do meio de campo, o lateral Aderlan encontrou um espaço na marcação do Corinthians e tocou em profundidade para Ytalo, na entrada da área. O centroavante simulou o movimento de finalização e rolou para Claudinho chegar completamente livre de marcação na cara do goleiro Cássio e, com classe, encobrir o goleiro corintiano. Com o gol, o camisa 10 do Bragantino se igualou a Marinho e Thiago Galhardo na artilharia do Brasileirão.

Segundo tempo morno

Melhor em campo desde o início da partida, o Bragantino conseguiu controlar o Corinthians na etapa final, neutralizando o avanço dos dois laterais e dificultando a criação das jogadas pelo meio. Sem inspiração, o técnico Vagner Mancini mudou a equipe e colocou Léo Natel, Otero, Gabriel Pereira, Luan e Everaldo na partida, mas o panorama pouco mudou com as substituições.

Próximos jogos

O Corinthians volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h (de Brasília), para enfrentar o Bahia em partida adiada da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O duelo será disputado na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O Bragantino terá a semana livre para focar nos treinamentos. A equipe joga no domingo, às 18h15, contra o líder Internacional no Beira-Rio, pela 33ª rodada.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0x2 RED BULL BRAGANTINO

Data: 25 de janeiro de 2021 (segunda-feira)

Horário: 20h (de Brasília)

Competição: Campeonato Brasileiro (32ª rodada)

Local: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Michael Correia (RJ)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartões amarelos: Léo Natel, Everaldo, Gabriel Pereira e Ramiro (Corinthians); Helinho, Cuello, Léo Ortiz e Aderlan (Red Bull Bragantino)

Gols: Helinho, a 1 minuto do primeiro tempo (0-1); Claudinho, aos 42 minutos do primeiro tempo (0-2)

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel e Ramiro (Gabriel Pereira); Gustavo Mosquito (Léo Natel), Cazares (Luan) e Mateus Vital (Otero); Jô (Everaldo). Técnico: Vagner Mancini

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Edimar; Ryller (Eric Ramires), Raul e Claudinho (Bruno Tubarão); Helinho (Cuello), Ytalo (Hurtado) e Artur (Leandrinho). Técnico: Maurício Barbieri