PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Cruzeiro e Náutico apenas empatam, e pernambucanos escapam da degola

Cruzeiro e Náutico ficaram no 0 a 0 em partida fraca na penúltima rodada da Série B do Brasileirão - Fernando Moreno/AGIF
Cruzeiro e Náutico ficaram no 0 a 0 em partida fraca na penúltima rodada da Série B do Brasileirão Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

24/01/2021 17h56

Classificação e Jogos

Um jogo fraco tecnicamente, sem brilho, mas que serviu para garantir o Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro em 2021. No estádio independência, mesmo com um a mais durante quase toda a partida, o Timbu não conseguiu superar o Cruzeiro, na tarde de hoje (24), na penúltima rodada da competição. Mineiros e pernambucanos não saíram do 0 a 0 no último compromisso celeste em Belo Horizonte na edição 2020 da Segunda Divisão.

Com o empate, o Cruzeiro, que já havia garantido permanência na Divisão de Acesso, chegou aos 48 pontos, subindo para a 12ª colocação. Já o Náutico chegou aos 43, sem possibilidades de ser alcançado por Figueirense e Paraná, praticamente rebaixados.

O próximo jogo do Cruzeiro é na próxima sexta-feira (29), às 21h30, no estádio Durival Britto, em Curitiba. O Náutico recebe o CSA no mesmo dia e horário, no estádio dos Aflitos, em Recife.

Resumo da partida

O Cruzeiro com um jogador a menos praticamente desde o início da partida — Fábio foi expulso aos nove minutos do primeiro tempo — perdeu força ofensiva pela necessidade de sacrificar um atacante, no caso Rafael Sóbis, para a entrada do goleiro Vitor Eudes. E dessa forma a Raposa viu o Náutico dominar a posse de bola. Entretanto, o time celeste, com esforço e dificuldade, "soube sofrer", controlou as investidas do Timbu com uma marcação forte, e o empate acabou sendo um bom resultado.

Mesmo com superioridade numérica, a equipe de Hélio dos Anjos não teve qualidade e criatividade para dar o golpe fatal no Cruzeiro, que no fim acabou arrancando um pontinho diante dos nordestinos.

Fábio expulso

Um fato que não é comum aconteceu no começo do jogo. O goleiro Fábio, uma das maiores referências do time cruzeirense, foi expulso depois de impedir jogada perigosa do Náutico com uma defesa usando a mão, fora da área. O lance gerou discussão, já que foi necessária intervenção do quarto árbitro para a confirmação da expulsão.

Esse lance gerou a ira do técnico Luiz Felipe Scolari, que se exaltou e xingou bastante os responsáveis pelo apito. A comissão técnica sugeriu que pudesse ter havido interferência externa, justamente pelo tempo em que o lance foi de fato marcado pela arbitragem. Lembrando que na Série B não há o árbitro de vídeo. Por se exceder, Felipão acabou sendo advertido com o cartão amarelo.

Quem foi bem: Vitor Eudes

Jovem e com pouquíssimos jogos na temporada — fez apenas a segunda partida no ano —, o goleiro reserva trabalhou bem quando necessário, e também contou com o bom posicionamento do setor defensivo cruzeirense.

Quem foi mal: Fábio

Por mais que seja uma referência e o jogador com o maior número de jogos na história do Cruzeiro, ser expulso aos nove minutos de jogo atrapalhou e muito a equipe contra o Náutico.

conseguiu controlar bem a partida, tendo em vista que o Náutico mesmo em vantagem numérica não mostrou criatividade e qualidade para fazer sua superioridade

Cronologia do jogo

Aos 9 minutos do primeiro tempo, o goleiro Fábio recebeu o cartão vermelho após defender bola

No primeiro minuto do segundo tempo, o lateral esquerdo cruzeirense Matheus Pereira bateu o escanteio, o zagueiro Ramon subiu no terceiro andar, cabeceou para o gol, e fez o goleiro Anderson, do Timbu, trabalhar com uma importante defesa.

Aos 15 minutos do segundo tempo, o atacante Vinícius acertou um balaço no travessão de Vitor Eudes. Uma das melhores chances do Náutico em toda a partida.

Aos 24 minutos do segundo tempo, Jean Carlos arriscou de muito longe, mas obrigou Vitor Eudes a fazer boa defesa.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 0 NÁUTICO

Motivo: 37ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 24 de janeiro, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (FIFA/SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Herman Brumel Vani (SP)
Gol: não houve
Cartão amarelo: Adriano, Airton, Ramon, Willian Pottker (CRU); Kieza, Erick (NAU)
Cartão vermelho: Fábio (CRU)

CRUZEIRO: Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Adriano e Jadson; Airton (Patrick Brey), Giovanni (Welinton) e William Pottker; Rafael Sobis (Vitor Eudes). Técnico: Luiz Felipe Scolari

NÁUTICO: Anderson; Hereda (Kevyn), Camutanga, Rafael Ribeiro e Bryan; Rhaldney, Djavan (Jhonnatan) e Jean Carlos (Ruy); Erick (Jorge Henrique), Vinícius (Dadá) e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

Cruzeiro