PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Superliga Europeia: jornal revela times e formato planejado do torneio

Torneio reuniria 20 times (sendo 15 deles fixos) e em sistema inicial com dois grupos de dez equipes - iStock/Getty
Torneio reuniria 20 times (sendo 15 deles fixos) e em sistema inicial com dois grupos de dez equipes Imagem: iStock/Getty

Do UOL, em São Paulo

21/01/2021 14h27

A Superliga Europeia, torneio encabeçado por gigantes clubes europeus para começar já no ano que vem, teve alguns detalhes revelados hoje pelo jornal The Times.

O veículo divulgou, pouco depois de a Fifa "bater de frente" e ameaçar clubes e jogadores, parte do documento que prevê a realização do torneio. No texto estão os nomes de alguns clubes participantes, o formato da liga e as quantias recebidas por cada membro.

A competição, caso saia do papel, terá 20 times, com 15 deles considerados "sócios fundadores" e fixos, como Real Madrid, Manchester United, Liverpool e Milan.

Os nomes das outras equipes permanentes não foram revelados no documento, mas o The Times crava que "o plano, baseado no interesse do mercado televisivo global, seria para seis times da Inglaterra (provavelmente Liverpool, Manchester United, Manchester City, Arsenal, Chelsea e Tottenham), mais três da Espanha, três da Itália, dois da Alemanha e um da França."

Os "fundadores" receberiam, pela entrada na competição, cerca de 350 milhões de euros (R$ 2,3 bilhões). Os outros cinco clubes presentes seriam "móveis" e não teriam direto à esta quantia - a operação envolveria o banco de investimento JP Morgan Chase.

Em relação ao formato, o jornal detalhou um sistema com, inicialmente, "dois grupos de dez clubes que jogam em casa e fora, e os quatro primeiros de cada grupo irão para às quartas de final de dois jogos, às semifinais de dois jogos e uma final de jogo único".

O documento, por fim, traz também uma estimativa de datas - o objetivo é não atrapalhar as ligas nacionais. "Os jogos seriam durante a semana e os clubes continuariam a jogar em suas ligas. Os clubes teriam o direito de exibir quatro partidas por temporada em plataformas digitais em todo o mundo."

Futebol