PUBLICIDADE
Topo

Futebol

E se Abel Braga ganhar o Brasileiro? Inter não tem pressa por treinador

Marcello Zambrana/AGIF
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

21/01/2021 17h15

Abel Braga recuperou a esperança do torcedor do Inter. Depois de um início difícil, convivendo com trauma causado pela saída de Coudet, o treinador colocou o time na liderança do Brasileirão. Ainda assim convive com prazo e a chance real de não seguir no comando do Colorado na próxima temporada.

Com vínculo até o fim do Brasileiro, Abel não tem sinalização de renovação. Ao mesmo tempo não possui qualquer definição sobre saída. Hoje, como passa aos jogadores, vive jogo após jogo, um momento de cada vez.

A nova direção do Inter, ainda em campanha, entrou em contato com Miguel Angel Ramírez e acertou com ele para a temporada 2021. O treinador, inclusive, rompeu o vínculo que tinha com o Independiente del Valle e está, na Espanha, sua terra natal, esperando para concluir o acordado com o clube gaúcho.

Porém, o crescimento da equipe gera dúvidas. Entre os torcedores, cresce um movimento pela permanência de Abel Braga, de olho no bom trabalho que ele vem realizando no comando do time. O Inter goleou o São Paulo, ontem (20) e está em primeiro no Brasileirão.

Apesar de ter alinhado com Ramírez, o Inter não tem nenhum documento assinado com ele. Qualquer uma das partes pode desistir do que estava estabelecido durante o caminho da eleição.

A direção do clube, agora, prega cautela. Com objetivo de não tirar o foco da disputa pelo primeiro lugar, delega a definição sobre o comando técnico para "o momento certo" e não pretende tornar qualquer situação oficial no momento.

"Nosso treinador, hoje, é o Abel Braga. Tem contrato até o fim da temporada. O restante são especulações. Durante o período eleitoral fizemos alguns contatos, poderíamos assumir o clube com situações diferentes, abrimos o leque, mas o Inter tem treinador", disse o presidente Alessandro Barcellos em entrevista ao UOL Esporte.

"Eu nunca tinha trabalhado com Abel. Encontrei um cidadão, um treinador e uma pessoa maravilhosa. Ele tem uma capacidade de agregar muito grande, é o forte dele, junto com capacidade técnica e conhecimento de futebol. É um treinador que se sente à vontade no Beira-Rio, no Inter, e isso facilita demais o trabalho dele. A gente nota como ele está entusiasmado, e isso contagia o grupo. A química está dando certo. Quando assumimos, mesmo com compromissos de rupturas e mudanças, percebemos isso e o Inter é nosso maior objetivo. Vimos que o clima é muito bom", completou.

Com 59 pontos na classificação, o Inter depende apenas dos seus resultados para sair da fila de conquistas nacionais. Desde 1979 que o Colorado não conquista o Campeonato Brasileiro.

O clássico Gre-Nal marca, também, a luta contra um jejum diante do rival. A última vez que superou o Grêmio foi em 2018.

Futebol