PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Derrota do SPFC tem revolta de Andreas Kisser e trollada de Fernando Collor

Fernando Diniz comanda o São Paulo em jogo contra o Internacional pelo Brasileirão - Marcello Zambrana/AGIF
Fernando Diniz comanda o São Paulo em jogo contra o Internacional pelo Brasileirão Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/01/2021 23h45

Classificação e Jogos

A fase do São Paulo, agora ex-líder do Campeonato Brasileiro, é bem ruim e a goleada sofrida contra o Internacional sacramentou o fim daquela grande vantagem de 7 pontos que o Tricolor havia construído há algumas rodadas. A atuação desastrosa em pleno Morumbi, claro, gerou uma chuva de memes na internet e até mesmo Fernando Collor, ex-presidente do Brasil, tirou um sarro do time de Diniz. Enquanto isso, do lado são-paulino, revolta de personalidades, como Andreas Kisser.

O político resgatou um tweet antigo, de 2015, onde escreveu: "Recebo com profunda tristeza a notícia da sua morte.". E, para sacanear o Tricolor paulista, Collor marcou o São Paulo no repost. Simples assim. Em poucos minutos, a zoeira nas repostas do tweet já estava feita. Até mesmo os são-paulinos se renderam e mostraram espírito esportivo à curtição inesperada de Collor.

Apesar da zoeira, alguns são-paulinos não aguentaram mais uma derrota. Andreas Kisser, torcedor ilustre e guitarrista do Sepultura foi direto ao ponto e pediu que algumas peças do time saiam do clube. "Volpi, tche tche, sara, diniz, FORA!! Bando de frouxo filhos da p***!", escreveu.

O clima tenso para um lado e zoeiro para outro não é à toa. O São Paulo ainda não venceu em 2021 e, desde que perdeu para o Corinthians, no ano passado, só conseguiu vencer duas partidas, foi eliminado da Copa do Brasil e viu a gordura da liderança, que era de 7 pontos, evaporar e agora é a vez de correr atrás do Inter, novo líder do Brasileirão.

Futebol