PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Corinthians deve evitar 'loucuras' para manter Jemerson; entenda os motivos

Jemerson agrada diretoria e comissão técnica, mas Corinthians têm motivos para evitar loucuras - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Jemerson agrada diretoria e comissão técnica, mas Corinthians têm motivos para evitar loucuras Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/01/2021 04h00

O Corinthians está satisfeito com o desempenho do zagueiro Jemerson até o momento, mas promete não fazer nenhuma loucura para contratar o defensor em definitivo no meio deste ano, quando vence o seu vínculo inicial, segundo apurou o UOL Esporte.

A diretoria alvinegra, comandada pelo presidente Duílio Monteiro Alves, prioriza enxugar as contas, principalmente, em seu primeiro ano de mandato. Por conta disso, o clube paulista não deve realizar grandes contratações — e isso incluiu renovações de vínculos.

No caso de Jemerson, o Corinthians entende que não precisa fazer loucuras pelo zagueiro, pois o setor está bem servido com Gil, Bruno Méndez, Raul Gustavo e Léo Santos, que iniciou retorno aos gramados após lesão no joelho.

Além disso, o zagueiro João Victor, emprestado ao Atlético-GO, agrada bastante ao técnico Vagner Mancini, que trabalhou com o corintiano no período em que comandou o time goiano. O único defensor que corre por fora é Marllon, que retornou de empréstimo, fez bons jogos com Mancini, mas não empolga como os demais.

Depois do xerife Gil, o zagueiro que mais anima a cúpula alvinegra é Bruno Méndez. Encostado no período de Tiago Nunes e Dyego Coelho, o uruguaio evoluiu sob o comando de Vagner Mancini e foi destaque em diversos jogos sob o comando do treinador. Aliás, Méndez ameaçou a vaga de Jemerson, antes da estreia do ex-zagueiro do Monaco, da França, contratado com status de titular absoluto.

Mas não é só Méndez que dá segurança à diretoria em relação aos zagueiros. Internamente, o jovem Raul Gustavo é unanimidade quando o assunto é qualidade técnica. Revelado nas categorias de base do clube paulista, Raul é canhoto, veloz, alto e forte.

A confiança no zagueiro de 21 anos é tamanha que o Corinthians renovou o contrato do jovem recentemente. O vínculo do defensor se encerrava no fim deste ano, mas foi estendido até 31 de dezembro de 2024.

Léo Santos

Léo Santos também entra na lista dos zagueiros que gozam da confiança da diretoria e comissão técnica. O problema é que o zagueiro luta para não completar dois anos sem entrar em campo. Ele atuou a última vez em 28 de março de 2019, quando atuava pelo Fluminense por empréstimo. Ainda pelo time carioca, o atleta sofreu uma tendinite patelar e passou por cirurgia em abril de 2019. O jogador, aliás, foi devolvido ao Corinthians para realizar o processo cirúrgico e iniciar o tratamento.

O problema é que Léo Santos sofreu uma fratura no joelho direito no mesmo ano, em 31 de agosto, em treinamento no CT Joaquim Grava. Se não bastasse, em 2020, o defensor tentou voltar aos gramados, sob o comando do técnico Tiago Nunes, mas sofreu inchaço no joelho, além de atrofia e lesões musculares, e regrediu em seu tratamento.

Agora, o zagueiro está em transição para o campo e iniciou recentemente atividades com o elenco, como aquecimento com bola, por exemplo.

Futebol