PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Caio Alexandre lamenta situação do Botafogo, mas garante luta 'até o final'

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

20/01/2021 19h47

A derrota para o Atlético-GO, na tarde de hoje (20), no Nilton Santos, deixou a situação do Botafogo ainda mais complicada no Campeonato Brasileiro. Com o time tendo 23 pontos e na lanterna da competição, o volante Caio Alexandre admite que o cenário é bastante desfavorável, mas garante que, enquanto houver chances matemáticas de escapar da queda, o elenco acredita.

De acordo com projeções dos matemáticos, é necessário alcançar 44 pontos para sair da degola. Assim, o Alvinegro teria de conquistar mais 21 pontos, o que representa 100% de aproveitamento nas sete rodadas restantes.

"Situação muito complicada. A gente conseguiu abrir o placar, fizemos 1 a 0 com o Babi. Infelizmente, não conseguimos segurar o resultado e o Atlético acabou virando o jogo. Creio que temos de trabalhar em silêncio agora. Trabalhar, trabalhar, trabalhar... Porque enquanto houver esperança, a gente vai lutar, vai se dedicar, vai se entregar ao máximo para tirar o Botafogo dessa situação. A gente tem de trabalhar quietinho, fazer nosso melhor porque domingo temos um clássico que será um divisor de águas para sairmos dessa situação o mais rapidamente possível", disse.

Cria da base do Glorioso, o jogador lamentou a atual circunstância em que a equipe se encontra, mas voltou a salientar que o grupo não vai jogar a toalha.

"Muito triste. É o clube em que me formei profissional, estou no clube já tem sete anos. A gente se doou ao baixo, tivemos dedicação diariamente nos treinamentos, se entrega para dar o nosso melhor para o Botafogo. É triste ver o clube nessa situação, mas creio que temos de trabalhar quietinho, com muita humildade, pé no chão, sabendo do nosso momento. E se entregar ao máximo porque o Botafogo tem de estar sempre no topo, é uma instituição gigante. Temos de dar sempre nosso melhor. Eu e meus companheiros temos de tirar o time dessa. Enquanto houver chance matemática, vamos lutar até o final", finalizou.

Botafogo