PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Comitê de ética do SPFC avalia exclusão de MAC do Conselho após ida ao Avaí

Marco Aurélio Cunha recebe a camisa do Avaí das mãos do presidente Francisco José Battistotti - André Palma Ribeiro / Avaí FC
Marco Aurélio Cunha recebe a camisa do Avaí das mãos do presidente Francisco José Battistotti Imagem: André Palma Ribeiro / Avaí FC

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

19/01/2021 12h00

A ida de Marco Aurélio Cunha para o Avaí gerou repercussão nos bastidores do São Paulo. Luiz Fernando Rodrigues Pinto, sócio do clube, entrou com uma representação contra o membro vitalício do Conselho Deliberativo, solicitando a sua exclusão do grupo. O caso foi levado ao comitê de ética do Tricolor paulista para que seja avaliada uma possível irregularidade.

Procurado para falar sobre o caso, Marco Aurélio Cunha se disse surpreso com a situação: "Fico surpreso e decepcionado com esse tipo de representação. A minha história no São Paulo fala por si. Eventualmente, pessoas que não têm história querem fazê-las com este tipo de atitude. É uma pena que o São Paulo passe por esse tipo de situação política", disse à UOL De Primeira. Após a representação, MAC, como é conhecido, procurou o presidente do Conselho Deliberativo, Olten Ayres de Abreu Júnior, com o intuito de se licenciar do grupo. A solicitação do conselheiro foi feita na tarde de ontem (18), momentos antes de uma reunião virtual do grupo.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

São Paulo