PUBLICIDADE
Topo

Brasileirão - 2020

Flamengo vence Goiás e vê distância para líder São Paulo ficar em 5 pontos

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

18/01/2021 21h55

Com gols de Arrascaeta, Gabigol e Pedro, o Flamengo venceu na noite de hoje (18) o Goiás por 3 a 0, pelo Brasileiro, fora de casa. O resultado deixou os rubro-negros a cinco pontos do líder São Paulo e ainda com um jogo a menos em relação ao rival paulista.

Em partida disputada na Serrinha, em Goiânia, os visitantes foram superiores ao adversário e não encontraram muita resistência para vencer e interromper uma sequência de um empate e duas derrotas pela competição.

Na próxima rodada, o Fla encara o Palmeiras, quinta-feira (21), 19h, no Mané Garrincha. No mesmo dia e horário, os goianos recebem a visita do Ceará.

Diego vai bem iniciando as jogadas

Substituto de Gerson, o meia Diego desempenhou bem o seu papel e foi peça importante na armação das jogadas do Flamengo. O camisa 10 fez a bola correr e imprimiu velocidade com bons passes que desmontaram as linhas do rival. Com muita disposição, o meia defendeu e atacou com intensidade e se destacou na partida.

Flamengo joga o suficiente para vencer

Diante de uma equipe que pouco arriscou, o Flamengo teve o jogo sob controle e não precisou de muita inspiração para bater o adversário. Com alguns bons lampejos de seus homens criativos, o Fla teve dois gols de Gabigol anulados, mas criou as melhores oportunidades. Bem na distribuição, Diego deu ritmo ao time e apareceu com bons passes. Apesar de uma noite pouco inspirada de Everton Ribeiro, o Rubro-negro se impôs e saiu com uma vitória merecida de Goiânia, ainda que os donos da casa tenham crescido na etapa final.

Goiás fechado pouco ameaça

De olho em ao menos um pontinho contra o Fla, o Goiás apostou em um time fechado e que se aproveitaria dos contra-ataques para surpreender. A estratégia, no entanto, não funcionou, já que a equipe não tinha velocidade na hora de sair para o jogo, o que deixou os atacantes Fernandão e Rafael Moura órfãos durante o jogo. Sem poder de fogo, o time abusou da bola longa, insistiu nas bolas aéreas e só foi ameaçar Hugo quando já perdia por 2 a 0.

Gustavo Henrique não compromete

Questionado por boa parte da torcida do Flamengo, o zagueiro Gustavo Henrique, escolhido por Rogério Ceni para formar a dupla com Rodrigo Caio, não comprometeu. O jogador optou por jogar simples e, diante de uma equipe que pouco atacou, foi mais acionado nas bolas alçadas à área.

Flamengo reclama de falta dura

Aos 15 minutos de jogo, Bruno Henrique deu um tapa na frente e foi atingido com violência por David Duarte, que estava quase dentro da grande área. A falta foi ignorada pelo juiz Rodolpho Toski, que revoltou os jogadores do Fla.

Cronologia

Aos 18, Gabigol bateu com estilo para abrir o placar, mas o gol foi anulado pelo assistente, que apontou impedimento. Aos 21, Gabigol escorou após passe de Everton Ribeiro, mas o VAR entrou em ação e anulou o gol do artilheiro. Aos 41, Arrascaeta bateu, a bola desviou em David Duarte e entrou. Aos 17 minutos do segundo tempo, Bruno Henrique se aproveitou de escorregão de Sanches, cruzou e Gabigol só empurrou para o fundo da rede. Já nos acréscimos, Pedro se aproveitou de falha da zaga e deu números finais.

Dilúvio

Ainda no aquecimento, uma chuva forte desabou sobre a capital goiana e perdurou por grande parte do jogo. O gramado da Serrinha aguentou bem o volume de água e a bola rolou, ainda que algumas poças tenham se formado no primeiro tempo.

Homenagem

Os jogadores do Goiás homenagearam o ex-prefeito Maguito Vilela, morto pela covid-19 na última semana. Com uma letra verde estampada em camisetas brancas, os atletas formaram a frase "Maguito eterno".

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 0 X 3 FLAMENGO

Data: 18 de janeiro de 2021, segunda
Horário: 20h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (30ª rodada)
Local: Serrinha, em Goiânia (GO)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Cartões amarelos: Filipe Luís (FLA); Fernandão, Rafael Moura, Breno, Tadeu, Ariel Cabral (GOI)

Gols: Arrascaeta, aos 41 minutos do primeiro tempo; Gabigol, aos 17 minutos do segundo tempo, Pedro, aos 49 minutos do segundo tempo

GOIÁS: Tadeu; Heron, David Duarte, Fábio Sanches e Jefferson; Ariel Cabral (Sandrinho), Breno (Miguel Figueira) e Shaylon; Douglas Baggio (Vinícius Lopes), Fernandão (Daniel Oliveira) e Rafael Moura (Índio). Técnico: Augusto César.

FLAMENGO: Hugo; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Diego, Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta (João Gomes); Gabigol (Michael) e Bruno Henrique (Pedro). Técnico: Rogério Ceni