PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gols de cabeça de Bruno Marques viram nova arma do Santos no Brasileirão

do UOL em São Paulo

18/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

Ele poderia ser chamado de predestinado ou até mesmo de sortudo. Mas é na qualidade do cabeceio que Bruno Marques se tornou uma opção certeira para o técnico Cuca nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Na partida contra o Botafogo, ontem (17), ele voltou a marcar com uma cabeçada consistente, que sacramentou a vitória do Santos por 2 a 1, na Vila Belmiro.

Dos três gols que Marques anotou no campeonato, todos foram anotados de cabeça. O primeiro saiu da estreia dele no elenco profissional no jogo contra o Sport, na vitória por 4 a 2, após cruzamento na medida de Marinho. Depois, ele fez o gol de honra do Santos na goleada sofrida para o Flamengo, por 4 a 1, também depois de um cruzamento na área que partiu dos pés de Madson.

Com 1,94m de altura, a presença do atacante entre os zagueiros adversários parece ainda mais intimidadora. Característica, inclusive, que tem feito o tenho Cuca a se render ao talento do Menino da Vila e tê-lo como alternativa para jogos com muitas chances de bola parada.

"Brunão é um jogador com característica diferente. Nós estávamos pressionando muito o Botafogo, um monte de escanteios, e nós sentíamos que faltava um cabeceio para fazer o gol, que ia ser o caminho. Quando nós o lançamos em pretensão (sic) ao Kaio Jorge foi com esse intuito. Na primeira que ele cabeceou, o goleiro [Diego] fez uma grande defesa e, na segunda, parecia o replay. Assim, ele pôde fazer o gol e nos ajudou muito com a sua característica, igual ele tinha feito contra o Sport. Nós ficamos felizes de ver um jovem sair do banco e ser responsável direto, um dos, pela nossa vitória", apontou

No dia 28 de dezembro do ano passado, o Santos exerceu o direito de compra do Bruno Marques, que estava emprestado pelo Lagarto, de Sergipe. O jovem de 21 anos assinou contrato válido por quatro temporadas. Ele, inclusive, comemorou o primeiro gol após firmar o novo vínculo.

"Fico muito feliz, vinha batalhando muito por essa compra. Eu já tinha renovado dois empréstimos e depois da renovação, com a compra definitiva, poder fazer gol. Estou muito feliz", declarou o jogador.

Futebol