PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Finalizações e 'lição de casa': como Mancini resgatou Vital no Corinthians

Mateus Vital em uma sessão de treinamentos no CT Joaquim Grava com o técnico Vagner Mancini  - Rodrigo Coca/ Agência Corinthians
Mateus Vital em uma sessão de treinamentos no CT Joaquim Grava com o técnico Vagner Mancini Imagem: Rodrigo Coca/ Agência Corinthians

Yago Rudá

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/01/2021 12h00

Classificação e Jogos

Sete jogos de invencibilidade e quatro vitórias seguidas no Campeonato Brasileiro. O Corinthians vive um de seus melhores momentos na temporada e muito disso está diretamente ligado à forma como Vagner Mancini e sua comissão técnica têm focado em estimular a confiança dos jogadores do elenco. Um exemplo deste trabalho está na evolução apresentada pelo meia Mateus Vital nos últimos jogos.

Reserva durante a maior parte da temporada, o jogador de 22 anos estava em baixa no Corinthians e, recentemente, cresceu de rendimento em campo. Fez gols em sequência contra Botafogo e Fluminense, e passou a ser mais participativo ofensivamente. Em cada uma dessas duas partidas, o meio-campista arriscou dois chutes ao gol adversário. A título de comparação, sua média em todo o Brasileirão é de 0,8 chute ao gol por jogo.

A explicação da melhora do jogador tem relação direta com a metodologia de trabalho da comissão técnica. Semanalmente, o treinador seleciona alguns nomes do elenco a estimularem e desenvolverem aspectos de suas habilidades no futebol. No caso Vital, Mancini pediu que o jogador permanecesse em campo após os treinos regulares para melhorar sua pontaria nas finalizações.

"O Mateus Vital é um dos jogadores selecionados a terem, especificamente, ao término de todos os treinos a sua parte. O que é isso? Alguns atletas, na hora que terminamos o treinamento, eles já têm algumas 'lições de casa' que são feitas no campo todos os dias. Entre eles há o Mateus Vital, que dentro do seu treino específico tem os arremates de dentro e de fora da área. Por quê? Porque encontrei um jogador extremamente capacitado, técnico, com força, mas que - ao menos na minha opinião - não desenrolava bem no último terço do campo", explicou o treinador ao falar sobre sua metodologia.

A ideia de Mancini é usar os treinamentos extras para dar confiança aos jogadores, sobretudo aqueles que não estão sendo tão utilizados nas partidas. Por isso, é comum no CT Joaquim Grava ver atletas permanecendo em campo além do tempo estipulado para trabalharem habilidades de suas respectivas posições, como, por exemplo, zagueiros aprimorando a impulsão e o cabeceio. O processo pelo qual Vital foi introduzido também foi trabalhado com outros vários nomes do elenco.

"É um treinador que te dá respaldo e confiança para entrar no jogo e fazer o seu melhor. É isso que estamos fazendo. Os resultados estão acontecendo. O Mancini tem feito isso muito bem, tem feito isso com todo mundo. Basta ver a evolução do elenco e isso é muito importante", sentenciou Vital, comemorando a boa fase pelo Timão e a confiança resgatada.

Corinthians