PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Situação de Orejuela segue indefinida, mas Cruzeiro diz que há interessados

Orejuela tinha o interesse em ficar no Grêmio após o fim do seu empréstimo - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Orejuela tinha o interesse em ficar no Grêmio após o fim do seu empréstimo Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Do UOL, em Belo Horizonte

15/01/2021 15h22

Classificação e Jogos

A esperança da atual diretoria do Cruzeiro em arrecadar quantia considerável em dinheiro para quitar pendências urgentes tem um nome: Orejuela. A venda do lateral direito é tida como crucial para a manutenção básica da operação do clube nos próximos meses, já que há alta quantia em atrasos salariais a ser quitada com jogadores, comissão técnica e funcionários administrativos. Apesar de o negócio com o Grêmio não ter vingado, a diretoria celeste garante ter conversas com outros clubes interessados.

De acordo com o presidente Sérgio Santos Rodrigues são duas equipes que conversam com o Cruzeiro e mostram interesse no colombiano. A Raposa espera faturar algo em torno de R$ 20 milhões com a negociação, mas apenas parte desse montante ficaria nos cofres azuis, já que será necessário pagar dívidas com o investidor que garantiu a compra do atleta em janeiro de 2020.

Além dos dois clubes nacionais que, segundo o mandatário cruzeirense, têm interesse, quem havia demonstrado em outrora vontade de contar com Orejuela foi o Atlético-MG, arquirrival do Cruzeiro. Orejuela foi oferecido ao Galo, que parece ter mudado de opção quanto ao interesse anterior.

"O Atlético não chegou a fazer proposta. As pessoas divulgam sem nem ligar para a gente. Foi até no dia da final do Campeonato Mineiro, que eu estava no Mineirão, e o Sérgio Coelho [presidente do Atlético-MG], com quem eu estou cultivando um excelente relacionamento, ele me ligou e falou: "Se o Orejuela voltar, a gente tem interesse. Podemos conversar?". E eu disse que sim, assim como outros clubes também fizeram", disse Sérgio Rodrigues à Rádio 98FM, de Belo Horizonte.

"Não chegou proposta. Conversamos, e pelo que ele me falou, acho que hoje não tem esse interesse mais", completou Rodrigues.

Orejuela chegou a estar com os termos da venda da parte que o Cruzeiro detém do jogador — 50% dos direitos econômicos — alinhados com o Grêmio, mas o negócio não foi para frente e os gaúchos acusam o clube de má-fé. A diretoria gremista alega que o clube mineiro alterou detalhes contratuais na última hora.

"Quando estávamos já indo para preleção para o confronto pela semi-final da Copa do Brasil, recebemos documentos do Cruzeiro alterando a negociação", disse o vice-presidente de futebol do Grêmio, Paulo Luz, em entrevista à Rádio Grenal.

Orejuela voltou ao Cruzeiro nesta semana. O jogador desembarcou na capital mineira na última quarta-feira e se reapresentou ao Cruzeiro, clube que com quem tem contrato até o fim de 2022. O colombiano chegou ao time estrelado em 2019, por empréstimo vindo do Ajax-HOL.

No começo de 2020 teve 50% dos seus direitos econômicos adquiridos pela Raposa com a ajuda de um investidor. No ano passado mesmo preferiu ser emprestado ao Grêmio para jogar à Série A do Campeonato Brasileiro.

Cruzeiro