PUBLICIDADE
Topo

Internacional

É possível sonhar? As contas do Inter para brigar pelo título do Brasileiro

O Inter de Yuri Alberto (foto) pode sonhar com o título? Bem, precisará de alguns fatores - Ricardo Duarte/Inter
O Inter de Yuri Alberto (foto) pode sonhar com o título? Bem, precisará de alguns fatores Imagem: Ricardo Duarte/Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

14/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Internacional está na briga pelo título do Brasileirão. Mas o caminho não será nada fácil. O Colorado precisa contar com tropeço do São Paulo e, para ter segurança, deve melhorar seu aproveitamento.

A equipe gaúcha tem 53 pontos na classificação, com 60,9% de aproveitamento, restando nove jogos a disputar. Se mantiver esta margem, faz mais 16 e fecha sua participação com 69 pontos, igualando recorde no campeonato sob atual formato, obtido em 2014 e repetido em 2018.

Mas isso será insuficiente se o São Paulo também persistir na mesma batida. Com 56 pontos, e os mesmos nove compromissos pela frente, o time treinado por Fernando Diniz tem 64,3% de aproveitamento. Mantendo a margem, fará mais 17 e chegará a 73.

Para ultrapassar o São Paulo sem depender de critérios de desempate, considerando que o oponente mantenha seu percentual, o Colorado precisaria somar 21 pontos em 27 disputados, com 77,7% de aproveitamento. Serão ao menos sete vitórias, ou seis e três empates, para chegar lá.

Brasileiro 2020 deve ter "campeão fraco"

Estudo feito pela reportagem do UOL Esporte, e publicado em agosto, aponta que a média de ponto dos times campeões do Brasileiro das últimas dez edições é 77,8. São Paulo, Inter, ou qualquer outro time, terá dificuldades para chegar lá.

Dos postulantes à ponta, os que ainda podem chegar à média são: Palmeiras, Grêmio, Flamengo, Atlético-MG, Inter e São Paulo.

O São Paulo precisaria somar 22 pontos, aproveitamento de 81,4%, o Inter teria de fazer 25, com aproveitamento de 92,5%.

Com um jogo a menos disputado e 50 pontos, o Atlético-MG precisaria somar mais 28 em 30, levando o percentual para 93,3%. Com os mesmos 28 jogos e 49 pontos, Grêmio e Flamengo necessitam de 29 pontos em 30 disputados, ou seja, 96,6%. O Palmeiras, com dois jogos a menos e 47 pontos, precisaria de 31 pontos, mas tem 33 em disputa, fazendo o percentual cair para 93.9%.

Desta forma, é possível esperar que a pontuação do campeão fique bem abaixo da média. Considerando a manutenção dos percentuais de aproveitamento atuais, o São Paulo levaria o título com 73 pontos, sendo o campeão com a menor pontuação desde o Corinthians de 2017, que levou a taça com 72.

Internacional