PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Danilo Lavieri: Palmeiras está onde está por fazer o que outros não fizeram

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 12h00

Classificação e Jogos

O Palmeiras teve um confronto difícil com o River Plate na semifinal da Libertadores, mas conseguiu chegar à final, assim como já havia feito na Copa do Brasil, tendo em ambas as competições encontrado caminhos mais acessíveis, com um grupo mais fraco e adversários como Delfín e Libertad no mata-mata da competição sul-americana, além de Red Bull Bragantino, Ceará e América-MG no torneio nacional.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas Luiza Oliveira, Menon e Renato Maurício Prado —, Danilo Lavieri afirma que o Palmeiras cumpriu sua obrigação nos jogos contra equipes mais fracas e que outros times não conseguiram fazer o mesmo papel, o que dá ao time de Abel Ferreira os méritos pelo que fez até agora na temporada.

"É sempre bom lembrar que o Palmeiras pegou times mais fracos, mas fez a obrigação de quando a gente vê um time mais forte com um time mais fraco, a gente tem que lembrar que o Palmeiras passou pelo Guaraní, que eliminou o Corinthians na pré-Libertadores, o Palmeiras passou pelo Delfín, que complicou ali a chave do Santos, conseguiu passar na chave junto com o Defensa y Justicia, pegou o Libertad, e agora o River Plate, que tem feito nos últimos anos as melhores campanhas na Libertadores", afirma Lavieri.

"De fato, o que mais credencia é o jogo de ida do Palmeiras e River na Libertadores, mas essa história de o Palmeiras ter pego muitos times fracos é circunstancial, o Boca está no lugar que está hoje porque passou do Racing, que por sua vez tinha passado do Flamengo. A gente vai mudar um pouco de competição agora para a Copa do Brasil, o Bragantino, que o Palmeiras pegou na Copa do Brasil, fez o que fez com o São Paulo. O América-MG hoje garantiu a vaga na Série A e tinha eliminado o Corinthians e o Internacional", completa.

O jornalista afirma que é evidente a vantagem de ter encontrado adversários mais fracos, mas que o Palmeiras só está hoje classificado para as finais da Copa do Brasil e da Libertadores, por ter cumprido a sua parte quando teve os confrontos com times inferiores, além da vantagem que conseguiu no jogo de Avellaneda contra o River Plate.

"No final, lógico, o Palmeiras teve sorte por ter encarado os times menos preparados, mas o Palmeiras está lá porque cumpriu com a sua obrigação e está fazendo o que todo mundo espera quando você pega um time mais fraco", afirma Lavieri.

"Acho que o fator marcante é o 3 a 0 no River, mas o Palmeiras está onde está porque fez o que os outros adversários não conseguiram fazer, mesmo tendo enfrentado times com menor expressão. Se a gente for lembrar, o São Paulo perdeu do Binacional, o Internacional sofreu contra o Boca, então o Palmeiras está onde está por muitos méritos, para mim isso é indiscutível", conclui.

O Fim de Papo volta a ser apresentado nesta quarta-feira, após o jogo entre Corinthians e Fluminense pelo Campeonato Brasileiro e também analisa a semifinal entre Santos e Boca Juniors na Libertadores, com participação de José Trajano, Ricardo Rocha e Débora Miranda e apresentação de Vinicius Mesquita.

Futebol