PUBLICIDADE
Topo

Libertadores - 2020

Conmebol tirou River para Boca passar "com calma", diz jornalista argentino

Rony tenta escapar da marcação durante Palmeiras x River Plate pela Copa Libertadores 2020 - REUTERS/Amanda Perobelli
Rony tenta escapar da marcação durante Palmeiras x River Plate pela Copa Libertadores 2020 Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 08h18

Classificação e Jogos

O jornalista argentino Leonardo Farinella, da TyC Sports - uma das maiores emissoras esportivas do país -, mostrou-se inconformado com a atuação da arbitragem em Palmeiras x River Plate, partida que deu ao time brasileiro uma vaga na final da Libertadores.

Após a partida, vencida pelos argentinos por 2 a 0, Farinella, que foi o principal diretor do "Olé" por 15 anos e frequentemente mostra seu fanatismo pelo clube de Buenos Aires, publicou uma tese polêmica em uma matéria no site do veículo.

Sob título de "O maior orgulho", ele iniciou o texto com a seguinte frase: "O River fez um jogo perfeito, goleou o Palmeiras, e a Conmebol resolveu eliminá-lo para que o Boca hoje passe com calma para a final" - hoje, o Boca Juniors enfrenta o Santos na outra semifinal da competição.

Ao escrever que o River atuou como "campeão", Farinella relembrou outros possíveis favorecimentos ao Boca, inclusive citando o próprio duelo contra o Santos da semana passada, onde foi negado um pênalti ao atacante Marinho.

Por fim, ele elogiou o técnico Marcelo Gallardo e, mais uma vez, contestou as decisões dos juízes para justificar a eliminação do River.

"A arbitragem o paralisou com seus fracassos e deu tempo aos brasileiros. Não há nada para reprovar da equipe e muito o que aplaudir."