PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Como Grêmio consegue bater recorde com Renato Gaúcho e ficar longe do topo

Grêmio nunca teve tão poucas derrotas no Brasileirão na atual "era Renato Gaúcho", mas acumula empates demais - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Grêmio nunca teve tão poucas derrotas no Brasileirão na atual 'era Renato Gaúcho', mas acumula empates demais Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

12/01/2021 04h00

Classificação e Jogos

O Grêmio é o time que menos perdeu na atual edição do Campeonato Brasileiro, quebrando um recorde na atual 'era Renato Gaúcho'. Ainda assim, o Tricolor deixou escapar nova chance de se aproximar do topo da tabela e a explicação passa por outra marca da campanha em andamento: o grande número de empates — 13 ao todo, o que torna o time gaúcho o líder deste quesito no torneio.

A invencibilidade de 14 rodadas tem muitos empates. O mais recente, sem gols contra o Fortaleza, incomodou torcida e parte da diretoria por frustrar aproximação com o São Paulo — o time gaúcho ocupa a quinta colocação com 49 pontos, sete a menos que a equipe do Morumbi.

O time de Fernando Diniz, aliás, segue favorito ao título nas projeções. O São Paulo tem duas derrotas a mais que o Grêmio, ambas nas rodadas mais recentes.

Comparando o Grêmio atual com aquele que jogou 28 partidas do Campeonato Brasileiro em 2017, 2018 e 2019 é possível encontrar padrões. Nos últimos anos, o número de vitórias minguou. Os gols a favor oscilaram, assim como a pontuação. Mas os empates dispararam.

O Grêmio da temporada 2020, que invade 2021, perdeu menos que o time campeão da América — é importante lembrar que os titulares foram preservados inúmeras vezes ao longo da jornada que culminou com título em cima do Lanús (ARG).

O Grêmio atual, mesmo sem Everton Cebolinha, tem mais pontos do que a equipe de 2019 — quando o camisa 11 vivia ápice com a camisa gremista. Na edição em disputa, o time de Renato já soma 49 pontos e dois anos atrás eram 44 pontos amealhados em 28 rodadas.

Nas próximas rodadas, o Grêmio encara concorrentes diretos. Palmeiras, Atlético-MG, Internacional e Flamengo darão o tom do futuro gremista. Não só no Brasileirão, mas também com relação ao restante de 2021. Um lugar no G4 ainda vale muito, mesmo com a final da Copa do Brasil diante do Palmeiras no horizonte. Para melhorar o futuro, é preciso equilibrar o agora. Já que nem quebrar recordes tem sido suficiente.

Confira números do Grêmio após 28 jogos no Brasileirão:

2017: 49 pontos (15 vitórias, quatro empates, nove derrotas); 42 GP, 23 GC; 2º lugar (nove pontos atrás do Corinthians, líder à época)
2018: 51 pontos (14 vitórias, nove empates, cinco derrotas); 37 GP, 16 GC; 5º lugar (cinco pontos atrás do Palmeiras, líder à época)
2019: 44 pontos (12 vitórias, oito empates, oito derrotas); 47 GP, 30 GC; 7º lugar (29 pontos atrás do Flamengo, líder à época)
2020: 49 pontos (12 vitórias, 13 empates, três derrotas); 37 GP, 23 GC; 5º lugar (sete atrás do São Paulo, líder atualmente)

Futebol