PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo: Diniz está sentindo a pressão da fila do São Paulo e também a dele

Do UOL, em São Paulo

11/01/2021 19h34

Classificação e Jogos

O São Paulo foi eliminado na semifinal da Copa do Brasil pelo Grêmio no fim de 2020 e, desde então, sofreu duas derrotas seguidas no Brasileirão para o Red Bull Bragantino e no clássico diante do Santos. Embora mantenha a liderança, o time viu os concorrentes se aproximarem, com o Internacional e o Palmeiras dependendo de seus próprios resultados na disputa pelo título, enquanto o clube tricolor, com mudança recente na gestão, tenta se recuperar para seguir na dianteira.

No podcast Posse de Bola #90, Arnaldo Ribeiro afirma que o técnico Fernando Diniz está encontrando dificuldades para lidar com um clube na disputa por um título que não vence há 12 anos, lembrando que o próprio técnico também não tem conquistas na carreira, e precisa de uma intervenção de dirigentes como Raí e Muricy Ramalho.

"O Fernando Diniz teve pausas, pré-temporada, pandemia, manutenção do elenco, poucas saídas, então dá para a gente analisar muito bem o trabalho do Fernando Diniz depois de 15 meses. E o trabalho do Fernando Diniz é um trabalho de uma nota só, de um jeito só. Para você sair de uma fila de títulos, são várias coisas envolvidas, inclusive a experiência dos comandantes", diz Arnaldo.

"Para o São Paulo sair da fila de títulos, estava ali próximo, com um técnico totalmente inexperiente e com um elenco muito cru, salvo raras exceções, não daria para acontecer isso sem uma retaguarda muito grande, que acabou, aliás, mantendo o Fernando Diniz depois de vários tropeços, alguns vexatórios e tudo mais", completa.

Arnaldo vê semelhanças das últimas atuações do clube do Morumbi com momentos de eliminações, como a sofrida diante do Mirassol, no último Campeonato Paulista, e diz que o time não está passando confiança de que possa vencer seus próximos jogos.

"Dá para perceber que o Diniz está sentindo a pressão de ter que, além de comandar um time que não ganha há muito tempo, tentar o seu primeiro título, sua primeira conquista da carreira. Ele nunca ganhou nada, então tem uma fila do São Paulo e a fila do Diniz, e sem retaguarda, sem empurrão", afirma o jornalista.

"Não dá confiança nenhuma que o São Paulo vá vencer seus jogos, não é só o Athletico-PR na Arena da Baixada, pode ser qualquer jogo, não dá confiança que o São Paulo vença qualquer jogo. O São Paulo tem duas figuras, não o novo presidente, não o novo diretor de futebol, tem duas figuras que conhecem o São Paulo, cada um do seu jeito, e são representativas, o Raí, que está saindo, em tese, e o Muricy, que está chegando. Só os dois são capazes de chacoalhar o São Paulo, cada um à sua maneira", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol