PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Diniz pede desculpas a Tchê Tchê e ao São Paulo: 'Foi um erro'

Fernando Diniz, técnico do São Paulo, durante partida contra o Santos no estádio Morumbi pelo Campeonato Brasileiro - Marcello Zambrana/AGIF
Fernando Diniz, técnico do São Paulo, durante partida contra o Santos no estádio Morumbi pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em São Paulo

10/01/2021 20h09

O técnico Fernando Diniz falou pela primeira vez sobre a polêmica da última quarta-feira, quando xingou o volante Tchê Tchê durante a partida diante do Red Bull Bragantino e foi flagrado pelas câmeras de televisão. Em entrevista após a derrota para o Santos no Morumbi, o comandante do São Paulo afirmou ter se desculpado com o meio-campista e também com o grupo de jogadores.

"Foi resolvido internamente. Foi uma exposição. Já conversei com o Tchê Tchê separadamente, com o grupo e nós temos que andar para frente. Foi um erro que eu cometi em ter exposto o Tchê Tchê. Já pedi desculpas para ele e para o grupo. Acabei expondo o time pela forma como eu agi. É olhar para frente. É o momento de crescermos como time. Aquele momento serve para isso", afirmou Diniz.

Durante o primeiro tempo daa goleada sofrida em Bragança Paulista, Diniz e Tchê Tchê bateram boca. A transmissão flagrou o xingamento do treinador: "Seu ingrato do c..., seu perninha do c..., seu mascaradinho. Vai se f...". A postura e as ofensas repercutiram imediatamente nas redes sociais.

Ainda naquela partida, Tchê Tchê foi expulso na volta do intervalo e o São Paulo foi derrotado, por 4 a 2, em Bragança Paulista. Por conta do cartão vermelho, o meio-campista foi desfalque no clássico San-São, vencido pelos reservas do Santos em pleno Morumbi.

São Paulo