PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Especialistas veem acerto em anulação de pênalti contra o Palmeiras

Árbitro Dyorginies Jose Padovan foi ao VAR para analisar pênalti para o Sport - Paulo Paiva/AGIF
Árbitro Dyorginies Jose Padovan foi ao VAR para analisar pênalti para o Sport Imagem: Paulo Paiva/AGIF

Do UOL, em São Paulo

09/01/2021 21h45

Classificação e Jogos

A ex-árbitra assistente e atual comentarista de arbitragem, Nadine Bastos, concordou com a anulação do pênalti que o árbitro Dyorgines de Andrade havia assinalado para o Sport nos minutos finais da vitória por 1 a 0 conquistada pelo Palmeiras, hoje (9), na Ilha do Retiro, pela 29ª rodada do Brasileirão.

Na jogada, o atacante Rony, do Verdão, tocou a bola com a mão dentro da área ao tentar dominar de peito um desvio da zaga palmeirense.

"Ele abre realmente o braço, amplia o espaço. A bola vem do próprio companheiro, parece surpresa. Árbitro interpretou por ter aberto o braço, impedindo a passagem da bola. Eu não daria o pênalti", avaliou Nadine durante a transmissão do canal Premiere.

Renata Ruel, ex-árbitra assistente e comentarista de arbitragem dos canais ESPN corroborou a opinião da colega, ressaltando que Rony não levou nenhuma vantagem e nem disputou a bola na jogada.

"O que acontece: o jogador do Palmeiras tira a bola da área, o Rony vê a bola e ele amplia o espaço corporal, sim, mas tenta tirar o braço. A orientação para o árbitro é ver de quem veio a bola, se houve ganho tático, se há disputa ou bloqueio. O Rony não consegue ganho tático, não está brigando pela bola. A bola estava saindo da área. A arbitragem é orientada a não marcar neste tipo de lance", disse no SportSCenter.

Situação no Brasileirão

Com a vitória sobre o Sport, o Palmeiras foi a 47 pontos e manteve a sexta colocação. O time alviverde tem 27 jogos, um a menos que o líder São Paulo, que tem 56 pontos.

O Sport, por sua vez, estacionou nos 32 pontos e pode ser ultrapassado pelo Fortaleza com o complemento da rodada.

Futebol