PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Renato Maurício Prado: "O Flamengo se despediu do campeonato hoje"

Do UOL, em São Paulo

07/01/2021 01h30

Classificação e Jogos

Em uma noite na qual o São Paulo foi derrotado por 4 a 2 pelo Red Bull Bragantino em jogo com atuação importante do goleiro Tiago Volpi, o Flamengo não conseguiu aproveitar a oportunidade de se aproximar do líder do Campeonato Brasileiro e perdeu de virada no clássico diante do Fluminense, por 2 a 1, no Maracanã. O Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte — com os jornalistas Vinicius Mesquita, Alicia Klein, José Trajano e Renato Maurício Prado —, analisa as derrotas de dois dos principais times que brigam pelo título.

Para Renato Maurício Prado, o técnico Rogério Ceni foi mal no jogo diante do Fluminense e o campeonato pode ser convidado perdido para o clube rubro-negro com mais uma chance desperdiçada de se aproximar da liderança.

"O Flamengo se despediu do campeonato hoje. Uma vez mais a rodada ofereceu ao Flamengo uma possibilidade, assim como já tinha oferecido mais lá atrás várias vezes de ser líder e nunca conseguiu assumir a liderança, e hoje era a chance de voltar a depender apenas das próprias forças. Só que as forças do Flamengo desde a saída do Jesus realmente, puseram uma criptonita naquele Flamengo, Primeiro o Domènec e agora o Rogério Ceni", diz o jornalista.

"Muita gente achar que eu sou radical, mas eu garanto que a maior parte da torcida do Flamengo está pensando como eu, o Flamengo tem que começar a pensar seriamente em quem vai ser o treinador dele na temporada 2021. Rogério Ceni não dá, hoje ficou claro que não dá. O Rogério Ceni teve 10 dias para treinar o time do Flamengo, tinha praticamente todos os titulares à disposição e o Flamengo fez um primeiro tempo em que teve domínio, fez 1 a 0, e aí volta para o segundo tempo jogando atrás, coisa típica de técnico de time pequeno", completa.

Renato afirma que a derrota para o Fluminense depois da superioridade do Flamengo no primeiro tempo é inaceitável e que recuar como o time fez na segunda etapa não é a característica que o torcedor rubro-negro espera, pontuando também que não considera Ceni um técnico para comanda o atual campeão brasileiro.

"O Flamengo tinha a obrigação de ter voltado do segundo tempo com a mesma pressão e com a mesma disposição do primeiro, quando praticamente não deixou o Fluminense jogar, mas voltou do segundo tempo lá atrás, deixando o Fluminense subir. Resultado, o Fluminense foi gostando do jogo, empatou e no final, no desespero, o Flamengo todo avançado, mas todo desorganizado, sem jogada ensaiada, sem nada", diz o jornalista.

"Rogério Ceni foi um desastre hoje, aliás, tem sido um desastre desde que foi contratado pelo Flamengo. Está na cara, não é técnico para o Flamengo. O Flamengo se despediu do campeonato hoje porque é inaceitável perder para o Fluminense principalmente depois do primeiro tempo que fez e que amassou o Fluminense. Voltou para querer ganhar no contra-ataque, para jogar fechadinho atrás, o que não é e nunca será a cara do Flamengo", conclui.

O Fim de Papo também analisa o empate do Santos com o Boca Juniors, em Buenos Aires, pela Libertadores, além da derrota do São Paulo para o Red Bull Bragantino e outros jogos da rodada do Campeonato Brasileiro.

Futebol