PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

Por que Marcão barrou Nenê e Marcos Paulo no Fluminense antes de clássico

Marcão fará mudanças no Fluminense para enfrentar o Flamengo; Nenê e Marcos Paulo foram barrados - Lucas Merçon / Fluminense F.C.
Marcão fará mudanças no Fluminense para enfrentar o Flamengo; Nenê e Marcos Paulo foram barrados Imagem: Lucas Merçon / Fluminense F.C.

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

05/01/2021 04h00

Há três jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Fluminense inicia o ano com uma pedreira pela frente: o Flamengo, num dos maiores clássicos da competição. Tentando afastar a má fase, o técnico Marcão, ainda sem vitórias no comando da equipe em 2020, decidiu barrar Nenê e Marcos Paulo, que devem ser apenas alternativas no banco de reservas contra o Rubro-Negro.

A opção, antes de tudo, é tática. O treinador tentou refazer nos treinamentos o tripé armado por Odair Hellmann no meio de campo, buscando maior sustentação defensiva. Diferente do antecessor, entretanto, o novo comandante quer uma equipe atuando com uma transição rápida. Mais lentos do setor ofensivo, o artilheiro e o garçom da equipe em 2020 deixam o time.

Um dos jogadores que voltam ao time, Hudson deve ter função diferente em campo. O volante não atuará recuado à frente da linha defensiva, mas mais adiantado, algo que deu certo com Odair. O objetivo é simples: aumentar a pressão na posse de bola adversária, já a partir do campo de ataque.

Por trás dele, Yago e Yuri foram testados tanto lateralizados, formando um triângulo, como postados um à frente do outro, revezando as subidas como um pêndulo. Na defesa, Calegari e Danilo Barcelos foram mantidos nas laterais, e Luccas Claro volta ao time na vaga de Nino, suspenso. Matheus Ferraz foi mantido apesar das atuações ruins, mas deve voltar ao banco após o titular cumprir a suspensão por três cartões amarelos.

A tentativa de resgatar o que deu certo com Hellmann é também uma demonstração de Marcão de que as ideias do treinador seguem vivas em seu trabalho. Após três jogos sem vitória, o técnico foi criticado por tornar a equipe menos segura na defesa e sem muita inspiração no ataque.

No setor ofensivo, Michel Araújo e Wellington Silva devem trocar bastante de posição, jogando mais próximos de Fred, centroavante que Marcão não abrirá mão. Caio Paulista e Fernando Pacheco foram testados como alternativas, assim como Martinelli no meio de campo.

Ainda não há uma escalação definida, mas a tendência é que o Flu vá a campo com Marcos Felipe, Calegari, Matheus Ferraz, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Yuri, Yago e Hudson; Michel Araújo, Wellington Silva e Fred.

Fluminense