PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Com chance de acesso quase nula, Felipão diz: "Vim tirar o Cruzeiro da C"

Felipão diz que seu papel é tirar o Cruzeiro do risco de rebaixamento à Série C - Fernando Moreno/AGIF
Felipão diz que seu papel é tirar o Cruzeiro do risco de rebaixamento à Série C Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Do UOL, em Belo Horizonte

30/12/2020 00h35

As chances de o Cruzeiro voltar à Série A em 2021 foram praticamente sepultadas após o empate em 0 a 0 com o Cuiabá, ontem (29), pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Logo após a partida, o técnico Felipão, questionado sobre a possibilidade quase nula de acesso [0,4% segundo os matemáticos da Universidade Federal de Minas Gerais], disse que veio para tirar o clube do risco de novo rebaixamento.

"O que eu vim para fazer, e vou fazer, vamos fazer, é tirar o Cruzeiro da Série C. O Cruzeiro tinha 13 pontos, era o 19º, estava perto da Série C. Pronto, não está. Ganhando três, quatro pontos no mínimo, estará na [Série] B [em 2021]. Isso tudo que foi montado no início do ano, eu não tenho como discutir o que pensaram e como pensaram. Tenho que pensar na equipe que assumimos, que quando assumimos fizemos os pontos necessários para sair da Série C. Não sai da Série C só com camisa, sai com jogadores. Não sai só com meninos, sai com jogadores um pouco mais veteranos, rodados, e tudo isso temos que estudar para o ano que vem, e pronto", comentou.

O Cruzeiro encerrou o calendário oficial de 2020 após o confronto com o Cuiabá. Agora, a próxima partida da Raposa está marcada para 8 de janeiro, contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão.

"Agora é seguir trabalhando no nosso grupo para ver se melhoramos alguma coisa que foi tentada hoje com a entrada do jogador de meio-campo, com o Giovanni, com atacantes, mas não surtiu efeito na parte final. No último terço de campo não conseguimos concretizar com qualidade uma ou outra chance que criamos. Agora é voltar novamente aos treinamentos e fazer com que consigamos os pontos necessários. E, depois, em cima do que foi montado nesse ano, no trabalho nesse ano, montar a equipe para o ano que vem, diferentemente do que era o pensamento. Não pode ter 12 juniores, não, de jeito nenhum", disse.

Cruzeiro