PUBLICIDADE
Topo

Santos

Cuca faz apelo por Luan e Veríssimo na semi: "Com eles tenho 50% de chance"

Cuca está preocupado com as semifinais da Copa Libertadores  - Alexandre Schneider/Getty Images
Cuca está preocupado com as semifinais da Copa Libertadores Imagem: Alexandre Schneider/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/12/2020 04h00

A permanência dos zagueiros Luan Peres e Lucas Veríssimo para a disputa das semifinais da Copa Libertadores é a prioridade do técnico Cuca nesta última semana de 2020. Ontem, o comandante do Santos falou sobre a importância da dupla e fez um apelo para que a diretoria mantivesse a dupla no elenco para os dois jogos contra o Boca Juniors.

Titulares na posição, os zagueiros estão próximos do futebol europeu. Lucas Veríssimo tem proposta do Benfica, de Portugal, e diretoria e comissão técnica do Santos tentam negociar com o atleta e com seus representantes a permanência no Santos até o fim da Copa Libertadores, agendada para a última semana de janeiro. O caso é o mais delicado.

Já Luan Peres está emprestado pelo Brugge, da Bélgica, e tem contrato apenas até o dia 31 de dezembro. Como o vínculo foi firmado antes do início da pandemia, o Santos corre o risco de perder o jogador dias antes do início das semifinais da Copa Libertadores. O clube corre contra o tempo para convencer os belgas a assinarem uma extensão do empréstimo.

"Não consigo ter a equipe na mão para trabalhar. Meu adversário contrata Boselli e Pavón, eu não não consigo ter a minha equipe. Fico na iminência de perder Lucas Veríssimo e Luan Peres. Falamos com jogador e empresário dia e noite. Com eles tenho uma chance, tenho 50% de chance com eles. Sem eles, a chance cai", afirmou Cuca.

"Luan é tão importante quanto Veríssimo. Isso me causa trabalho muito grande. Não tenho vergonha de falar com a nova diretoria para não medirmos esforços de ficar com os dois. Temos que agir em cima disso para termos condição. Não podemos comprar o Luan Peres agora? Eu sei, mas podemos fazer o time do Luan Peres entender que é vitrine neste mês que acaba. O jogador quer ficar a todo custo, remou e como vai sair? Nossa responsabilidade não diminui sem esses jogadores. Santos é o Santos com ou sem. E com eles, temos chance maior, de 50%", completou o treinador, praticamente fazendo um apelo pela permanência de ambos.

O Santos tem pouco mais de uma semana de folga para trabalhar e se preparar para os dois jogos da semifinal contra o Boca Juniors. O primeiro jogo, na Argentina, acontece no dia 6 de janeiro (quarta-feira). A volta, na Baixada Santista, será disputada no dia 13. Já a definição da situação contratual de Lucas Peres e Lucas Veríssimo deve ser divulgada ainda no início desta semana.

"Agora temos oito ou nove dias para chegarmos na melhor posição possível para fazermos frente ao Boca", encerrou Cuca sem a certeza se poderá ter força máxima para os jogos mais importantes desta temporada.

Santos