PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Felipão fala em desânimo e se diz "culpado" após revés para a Ponte Preta

Felipão lamentou falhas que ocasionaram derrota de virada para a Ponte Preta, em Campinas - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Felipão lamentou falhas que ocasionaram derrota de virada para a Ponte Preta, em Campinas Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Do UOL, em Belo Horizonte

23/12/2020 00h44

A derrota de virada por 2 a 1 para a Ponte Preta, na 31ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, reduziu drasticamente a chance do Cruzeiro retornar à Primeira Divisão do Nacional. E o revés no estádio Moisés Lucarelli, ontem (22), na visão do técnico Luiz Felipe Scolari, aconteceu pelo fato de a Raposa ter falhado em detalhes importantes.

"Em outros dias estivemos melhores e em algumas oportunidades estivemos em situação bem melhor, criamos algumas chances mais, mas hoje foi isso que aconteceu. A gente tem perdido os jogos em questões de detalhes, posicionamentos, atenção que não estamos tendo em determinados lances e pagamos o preço mais caro", disse.

Sem aprofundar muito nas questões que levaram o time ao tropeço, que praticamente tira as chances de acesso da equipe, o técnico diz que o cenário atual é desanimador para "todos".

"É desanimador para todo mundo, para torcedor, para os jogadores e para o técnico, principalmente. Temos que fazer uma reflexão para saber o que vamos fazer com o Cruzeiro no ano que vem. E o que é que pode ser feito em razão de tudo isso que aconteceu neste ano", criticou.

Falando propriamente da partida contra a Ponte Preta, Felipão disse que precisa dar explicações aos atletas e que não adianta procurar justificativas à imprensa.

"Nós pecamos porque tínhamos adversário do outro lado também. Eles também fazem o jogo tentando ganhar, se colocam em situações que não nos dão oportunidades, e perdemos. Não adianta procurar, explicar a vocês (imprensa), tenho que explicar aos jogadores, melhorar a situação dos meus atletas, para que a gente possa ter atuações como já tivemos. Nós queremos fazer dois, três gols. A questão é que não conseguimos, e além disso, o adversário tem jogadores que dificultam nossa situação. E que nos colocam em um estágio de pensamento para o próximo ano, estágio de conversar detidamente após conseguirmos aquilo que queremos neste ano, para que a gente possa traçar planos melhores para o futuro", comentou.

Por fim, Felipão admitiu culpa pelo resultado negativo, após ser questionado pela falta de substituições já com sua equipe mostrando baixa produção técnica.
"Mexi quando achei que deveria mexer (...) Minha intenção era ganhar o jogo, não ganhamos, o resultado não foi o esperado, e perdemos. Tem que achar o culpado, e o culpado foi eu. Não troquei, não fiz isso, não fiz aquilo, o culpado foi eu", afirmou, trazendo a responsabilidade para si.

Cruzeiro