PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Fã de Vieira, jovem volante do Cruzeiro se divide entre futebol e direito

Jovem meio-campista da Raposa se espelha no ex-volante francês Patrick Vieira, campeão do Mundo em 98 - Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Jovem meio-campista da Raposa se espelha no ex-volante francês Patrick Vieira, campeão do Mundo em 98 Imagem: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Guilherme Piu

Do UOL, em Belo Horizonte

04/12/2020 04h00

Classificação e Jogos

Não é raro ver o volante Ageu ostentando a faixa de capitão do time sub-20 do Cruzeiro. Por seu estilo dentro de campo e liderança no elenco, o meio-campista, de forte personalidade, mostra que fora das quatro linhas também tem tudo para escrever uma história diferente.

Com apenas 18 anos, Ageu se divide entre o esporte — treinos na Toca I e jogos Brasil afora — e a universidade. Estudante de direito, o jovem volante sonha em chegar ao time principal do time celeste, mas também já faz planos para a carreira jurídica.

"Meu pai foi um dos maiores incentivadores para que eu iniciasse o ensino superior. Curso direito na PUC Minas e estou finalizando o segundo período. Tem algumas áreas do direito que eu estou começando a ter contato agora, mas acredito que vou tentar algo que se relacione com o futebol no futuro", disse em entrevista ao UOL Esporte.

O jovem contou como faz para conciliar as atividades acadêmicas com o dia a dia puxado de treinos. "As aulas são noturnas e, como consequência da pandemia, estão sendo on-line. Desta forma, eu consigo acompanhar tranquilamente. Às vezes, o cansaço bate, mas é um esforço válido, a faculdade tem todo o suporte virtual que nos auxilia para que as aulas consigam ser da melhor qualidade possível", comentou, falando o motivo de estudar e jogar bola.

"Entrei na faculdade neste ano por querer continuar meus estudos e por saber o benefício que isso me oferecerá lá na frente", prevê.

Em seus primeiros passos na carreira, Ageu já pensa em voos bem altos. E surpreende quando fala do espelho que tem. "Meu sonho é profissionalizar no futebol e alcançar os mais altos padrões de um atleta, que é jogar na Europa, De preferência, gostaria que fosse na Inglaterra, onde jogou minha maior inspiração no futebol, o [volante francês Patrick] Vieira. Ele não só é minha inspiração, como um espelho para mim.

Patrick Viera jogou no Arsenal e foi campeão da Copa do Mundo com a França em 1998. Aos 35 anos, em 2011, encerrou a carreira no Manchester City. Quando o francês pendurou as chuteiras, Ageu tinha apenas 9 anos. Então, como o jovem volante se inspira no meio-campista francês?

"Gosto de ver os vídeos do Vieira no YouTube e no Fifa jogo muito com ele também. Os vídeos dele são absurdos", comentou.

Cruzeiro