PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Nova cúpula do Bota visa se aproximar do elenco em meio à crise e transição

Presidente Durcesio Mello (à dir.) e vice Vinicius Assumpção após eleição presidencial do Botafogo - Vitor Silva/Botafogo
Presidente Durcesio Mello (à dir.) e vice Vinicius Assumpção após eleição presidencial do Botafogo Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Alexandre Araújo e Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

03/12/2020 04h00

Em meio à crise pela qual o Botafogo passa, Durcesio Mello, presidente eleito em pleito realizado na última semana, busca iniciar a transição e acompanhar de perto o elenco que estará à disposição até fevereiro, quando termina a atual temporada. Na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, a equipe tenta escapar da zona de rebaixamento e aliviar a pressão.

Durcesio e o vice Vinicius Assumpção estiveram no Nilton Santos para uma conversa com os jogadores e membros da comissão técnica. No bate-papo, tentaram passar confiança, tranquilidade e indicaram que a diretoria vai dar o suporte necessário na luta pela permanência na Série A. Por outro lado, também houve algumas cobranças.

Além disso, Assumpção e o lateral esquerdo Victor Luis, um dos mais experientes do elenco, reuniram-se com um grupo de torcedores que foram o estádio protestar contra o atual momento. A informação foi divulgada, primeiramente, pela Rádio Tupi e confirmada pelo UOL Esporte.

A ideia dos líderes da futura gestão, e no quis respeito ao departamento de futebol, é ter uma presença maior no dia a dia para estimular a melhora dos resultados em campo. Vale ressaltar que já não há mais tempo hábil para contratação de reforços e o Botafogo mudou de técnico no fim da última semana, com a demissão do argentino Ramón Díaz e a contratação de Eduardo Barroca.

A pasta, inclusive, além do protagonismo natural, ganhou ainda mais atenção em 2020 e é um dos principais temas para 2021. O Alvinegro tenta viabilizar o projeto de transformação do departamento de futebol em S/A, o que mudaria toda a estrutura de organização e gestão da modalidade.

Entusiasta do plano, Durcesio promete uma administração mais profissional e há uma ideia de colocar um CEO encabeçando o futebol do clube.

Enquanto isso, há nomes que vão integrar a nova gestão já participante de diversos setores do clube, tomando ciência de números e da realidade financeira. A ideia é que trabalho após a posse possa ser otimizado, com uma "ruptura" menos brusca.

Botafogo