PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mancini critica expulsão de Jô e pênalti não marcado para o Corinthians

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/12/2020 01h05

O técnico Vagner Mancini criticou a arbitragem de Braulio da Silva Machado no empate sem gols do Corinthians contra o Fortaleza, nesta quarta-feira (2), no Castelão, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador saiu em defesa do atacante Jô, expulso por agressão aos 34 minutos do segundo tempo.

Mancini disse que não viu agressão em Felipe, defensor do Fortaleza. Além disso, o treinador criticou um suposto pênalti não marcado em cima do volante Gabriel, em lance que também envolveu Felipe, na segunda etapa, antes da expulsão de Jô.

"O lance da expulsão eu já vi e sinceramente não vejo agressão, assim como o lance do pênalti, que chama atenção porque o atleta do Fortaleza acerta o Gabriel e a bola já tinha passado. Ele erra o tempo da bola e acerta o Gabriel. A alegação do árbitro é que o Gabriel se deixou tocar, uma análise de jogo acho que foi um jogo disputadíssimo, duas equipes que brigaram muito em campo, mas com uma arbitragem que ficou um pouco abaixo daquilo que esperávamos, principalmente, pelo lance do pênalti", afirmou Mancini.

O treinador corintiano ainda teve que explicar o motivo de manter Jô em campo até a reta final da partida, mesmo o camisa 77 com desempenho extremamente "apagado" durante todo o jogo.

"Eu acho que o Jô oscilou assim como a equipe oscilou, teve dificuldades porque não tivemos a velocidade necessária e, na segunda etapa, quando encaixamos o time, acabou acontecendo a expulsão dele. Ele é um atleta alto, que ganha a maioria das bolas, nós enfrentamos uma equipe com sete jogadores assim, com 1,80m, com 1,85m, então era fundamental que ele ficasse no jogo. Eu não teria uma reposição a altura, então era importante nesse jogo usarmos o máximo que poderíamos dele", explicou.

Mancini aprovou a evolução defensiva do time em mais um jogo sem sofrer gols: já são três jogos consecutivos. Mas, o treinador reconhece que ainda falta ajustes para acertar a equipe entre o meio-campo e o ataque.

"É o terceiro jogo sem sofrer gols. Então a parte defensiva está se ajustando, falta ajustar do meio para frente", disse.

Com o empate, o Timão chega a 30 pontos, na décima colocação. O Corinthians agora só volta a campo no próximo dia 13 (domingo), quando joga o clássico contra o São Paulo, às 18h15 (de Brasília), na Neo Química Arena, pela 25ª rodada do Brasileirão.

Futebol