PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jogo do Arsenal tem torcida de volta, mas com limite de 2 mil e protocolo

Arsenal x Rapid Viena é o primeiro jogo grande com volta de público aos estádios, no Emirates Stadium - Mike Hewitt/Getty Images
Arsenal x Rapid Viena é o primeiro jogo grande com volta de público aos estádios, no Emirates Stadium Imagem: Mike Hewitt/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

03/12/2020 18h31

Classificação e Jogos

O encontro de hoje (3) entre Arsenal e Rapid Viena, da Áustria, foi o primeiro grande jogo da Inglaterra que recebeu torcedores durante esta pandemia do coronavírus. A partida da Liga Europa acontece um dia após o encerramento de um período de lockdown no Reino Unido e tem protocolo de medidas estritas que inclui público máximo de 2 mil pessoas. O time inglês goleou por 4 a 1.

Além da limitação de público, há a exigência de uso de máscara ou algum outro pano que cubra nariz e boca. Quem desrespeitar a regra pode ser retirado do estádio e até multado, se insistir em não cumprir a obrigação.

Nas arquibancadas, abraços e cumprimentos não estão formalmente proibidos, mas os torcedores são encorajados a evitá-los ao máximo. O mesmo vale para cantos e gritos de apoio que, mesmo sob uso de máscara, aumentam o raio de propagação de partículas de saliva —que podem conter o coronavírus.

A partir de hoje, o tamanho do público em cada jogo na Inglaterra depende da fase em que a região do estádio se encontra nesta pandemia. A capital Londres, onde está o estádio do Arsenal, atualmente vive a fase 2. Nos locais de fase 3, os jogos seguem sem público. Já as regiões de fase 1 estão liberadas para ter até 4 mil torcedores nas partidas —ainda não é o caso de nenhum clube da Premier League.

Neste final de semana, por exemplo, os jogos em que Chelsea, Tottenham e Liverpool são mandantes podem receber até 2 mil torcedores. Já o Manchester City, por exemplo, enfrenta o Fulham de portões fechados porque a região da cidade está na fase 3. O mesmo valerá para o United nas próximas rodadas, se as condições não mudarem.

O Reino Unido encerrou ontem (2) um período de quatro semanas de lockdown, medida que foi uma resposta ao recente aumento de casos de covid-19 no país. Por isso o retorno do público aos estádios começou hoje.

Segundo dados oficiais, a segunda onda da pandemia tem contaminado muito mais gente do que a primeira: o dia com mais casos diários da doença havia sido registrado em março (7,8 mil diagnósticos), recorde superado no final de setembro. Durante o mês de novembro, o Reino Unido chegou a registrar 30 mil novos casos de covid-19 em um só dia. No total, o país já teve mais de 1,6 milhões de contaminados pelo coronavírus e 60 mil mortes pela doença.

Futebol