PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Vice do Fla rebate dirigente da gestão de Bandeira: "Não podem falar"

Bruno Henrique, do Flamengo, tenta escapar da marcação de Sigali, do Racing - EFE/ Antonio Lacerda POOL
Bruno Henrique, do Flamengo, tenta escapar da marcação de Sigali, do Racing Imagem: EFE/ Antonio Lacerda POOL

Do UOL, no Rio de Janeiro

02/12/2020 13h52

Classificação e Jogos

A eliminação do Flamengo na Libertadores inflamou a torcida e motivou um bate-boca entre membro da atual e antiga gestão, que se alfinetaram no Twitter.

Em seu perfil Daniel Orlean, vice-presidente de marketing do Fla durante parte do mandato de Bandeira de Mello, desabafou:

"Perder é ruim, ver a destruição é muito pior".

Mesmo sem citar nomes, a postagem de Orlean motivou respostas de Rodrigo Dunshee, atual vice geral e jurídico do Rubro-negro. Dunshee disse não aceitar críticas de membros da antiga gestão.

"Aceito todas as críticas da torcida. Vamos trabalhar e consertar as falhas junto com esse grande elenco. O que não aceito são pessoas da gestão passada, dos jogadores ruins e hiper inflacionados. Milhões do Vinicius Jr e da Globo jogados no lixo e 1 só estadual, do banana. Esses não podem falar", postou ele, que prosseguiu:

"Deveriam ter o mínimo de "simancol". Respeitar a instituição. Esses deveriam criticar internamente, não ficar torcendo contra esperando um deslize do time para atacar. Só lamento. Mas agradeço à torcida que sempre apoia e, mesmo agora que critica, acredita que podemos acertar".

Eliminado da Copa do Brasil e fora da competição continental, os rubro-negros só têm o Brasileiro como tábua de salvação até o fim da temporada. O novo tropeço irá aumentar a temperatura na Gávea e a pressão por resultados irá crescer. Com o departamento de futebol em xeque, os próximos dias serão de turbulência e discussões sobre o futuro. Agora, a equipe junta os cacos para enfrentar no sábado (5) o Botafogo, às 17h, no Nilton Santos.

Flamengo