PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jornal: presidente da federação alemã tentou convencer Löw a se demitir

Desde 2006 comandando a Alemanha, técnico não conta com a aprovação do presidente da federação - Alexander Scheuber/Bongarts/Getty Images
Desde 2006 comandando a Alemanha, técnico não conta com a aprovação do presidente da federação Imagem: Alexander Scheuber/Bongarts/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

02/12/2020 10h45

O presidente da Federação Alemã de Futebol, Fritz Keller, tentou convencer o técnico Joachim Löw a se demitir da seleção alemã em ao menos três oportunidades - o treinador tem contrato até julho de 2022 com a entidade e foi confirmado para comandar a equipe na Eurocopa do ano que vem.

As informações são do jornal Bild, que revelou que os fatos ocorreram nos últimos dias, detalhando algumas conversas dos bastidores.

A primeira tentativa surgiu de uma ligação direta de Keller para Löw. O dirigente perguntou ao treinador se ele imaginaria encerrar o vínculo depois da Eurocopa, anunciando a futura mudança agora. O treinador foi curto e apenas mostrou não concordar com a ideia.

Na última segunda-feira, em uma reunião da federação, uma demissão foi abordada entre os dirigentes e chegou ao conhecimento do técnico. Segundo o Bild, Löw se revoltou e relembrou suas conquistas à frente da seleção, exigindo união e respeito.

A última "sugestão" de Keller ainda se deu em nova reunião da federação, mas desta vez, os próprios diretores da entidade discordaram e preferiram minimizar a turbulência envolvendo uma saída neste momento.

Löw está no comando da seleção da Alemanha desde 2006. O ponto alto de sua trajetória foi a conquista da Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil, com direito ao fatídico 7 a 1 no Mineirão.

Futebol