PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Jornal Olé: ''Maracanã vê noite traumática e Fla fez tudo pra perder gols''

Elenco do Racing comemora vitória nos pênaltis contra o Flamengo - EFE/Bruna Prado POOL
Elenco do Racing comemora vitória nos pênaltis contra o Flamengo Imagem: EFE/Bruna Prado POOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/12/2020 00h43

A eliminação do Flamengo, atual campeão da Libertadores da América, nas oitavas de final deu o que falar nas mídias argentinas. O 'Jornal Olé' classificou o Racing como heroico e adjetivou a noite como traumática para os torcedores cariocas, que viram a desclassificação decidida nas penalidades.

"O Maracanã é enorme. Imenso. Quase opressor. Com público ou vazio, este local ainda impõe esse espírito invencível. Mas, o Racing não se preocupou com o impossível. Em uma noite traumática e dramática, uma partida que parecia perdida, diante de altos e baixos, principalmente após o empate agonizante do Flamengo e as penalidades, o Racing se fortaleceu nos momentos difíceis e soube balançar mostrar que nunca desistiu", dizia parte da publicação.

Falando sobre os gols perdidos de Vitinho e Bruno Henrique, o periódico fez menção a Gabriel Barbosa, mas, brincou ao falar que o Gabriel que brilhou na noite foi Arias, goleiro dos comandados de Becaccece.

"A única boa notícia, a única esperança, é que o Flamengo fez todo o possível para não marcar um gol. Teve cerca de uma dezena de oportunidades, principalmente aos pés de Vitinho, azarado substituto do tão esperado Gabigol, ausente devido a lesão. Na verdade, o herói muito apareceu muito antes dos pênaltis, foi Gabriel Arias."

Com a classificação, o Racing aguarda o resultado da partida entre Internacional e Boca Juniors para conhecer seu adversário nas quartas de final. O jogo de ida entre gaúchos e xeneizes acontecerá hoje, no Beira-Rio. A volta está marcada para a quarta-feira, 9, na La Bomboneira.

Flamengo