PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Após balada de Marrony e Borrero, Arana diz: "sabem da responsabilidade"

Arana preferiu o discurso pacificador e evitou comentar polêmica envolvendo Marrony e Borrero - Bruno Cantini/Atlético-MG
Arana preferiu o discurso pacificador e evitou comentar polêmica envolvendo Marrony e Borrero Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

30/11/2020 13h01

Classificação e Jogos

Depois da confusão envolvendo o atacante Marrony e o meia colombiano Dylan Borrero, flagrados em uma balada em meio à pandemia da covid-19 e cobrados por membros da maior organizada do Atlético-MG, o lateral esquerdo Guilherme Arana evitou comentar sobre o episódio, mas disse que os companheiros "sabem das responsabilidades".

"Esse assunto será resolvido internamente. Não cabe a mim julgar eles. Claro que estamos passando por um momento difícil, mas eles são maiores de idade e sabem das responsabilidades. Então, não cabe a mim tomar nenhuma decisão", comentou.

A diretoria do Atlético-MG tratará o assunto internamente e não comentou se os jogadores receberão algum tipo de punição. Arana destacou ainda que o elenco do Galo é "uma família" e que espera que o episódio tenha servido de lição aos jovens jogadores.

"Independentemente do que aconteceu a gente é uma família. Espero que eles aprendam, e o assunto vai ser resolvido internamente", ressaltou.

O Atlético-MG passou nas últimas semanas por um período complicado por causa do surto de covid-19 no departamento de futebol do clube. Todos os membros da comissão técnica de Jorge Sampaoli, incluindo o próprio treinador, o auxiliar Éder Aleixo, mais 11 jogadores — além de membros da diretoria — foram infectados pelo novo coronavírus: o lateral Guga, os goleiros Victor, Rafael e Everson, os zagueiros Réver e Gabriel, os volantes Allan, Alan Franco (testou positivo na seleção do Equador) e Jair. Mais o atacante Sávio, de apenas 16 anos, infectado enquanto servia à seleção brasileira sub-17.

De toda essa lista apenas o goleiro Rafael ainda cumpre isolamento. Ele ainda precisará dessa semana ao menos para se recuperar, caso atenda medidas estabelecidas nos protocolos de segurança sanitária.

Desde a semana passada, o Atlético tem contado com o retorno de atletas e integrantes da comissão que ficaram isolados após testarem positivo. Arana salienta que é necessário manter os cuidados de prevenção.

"A gente está mantendo o protocolo. Infelizmente, aconteceu o que aconteceu na semana passada, mas o pessoal já está recuperado. Aconteceu com todos os clubes, infelizmente acontece com milhões de pessoas. Estamos vivendo isso. A melhor forma de passar por isso é nos prevenir, tomar os devidos cuidados passados pelos médicos do clube. Se Deus quiser, isso vai passar logo e as coisas vão voltar ao normal", comentou Guilherme Arana.

Atlético-MG