PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Volpi supera falhas e se firma no São Paulo como 'pegador de pênaltis'

Tiago Volpi faz defesa em pênalti cobrado por Pedro no duelo entre Flamengo e São Paulo - Jorge Rodrigues/AGIF
Tiago Volpi faz defesa em pênalti cobrado por Pedro no duelo entre Flamengo e São Paulo Imagem: Jorge Rodrigues/AGIF

Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo

28/11/2020 04h00

Classificação e Jogos

Única contratação do São Paulo para 2020, Tiago Volpi deixou o período de falhas para trás — o goleiro errou em jogos importantes depois da volta do futebol em meio à pandemia do novo coronavírus — e se tornou um dos destaques do time de Fernando Diniz.

Os equívocos mais questionados ocorreram em três jogos. Diante de Mirassol, em partida que culminou na eliminação da equipe no Campeonato Paulista, o goleiro saiu mal da meta e deixou Daniel Borges livre para balançar a rede adversária. Pelo Brasileirão, houve falhas contra Corinthians — em gol de Ramiro — e Santos — em bola na rede de Marinho. Os erros geraram questionamentos, e o atleta teve que se explicar à época. Ele, inclusive, evitou colocar a culpa na inatividade por causa da pandemia do novo coronavírus.

"Sinceramente, não posso botar a culpa na pandemia e no tempo parado. Nesse tempo, pude fazer jogos muito bons e não usei a pandemia quando joguei bem. Quando cometi um erro, também acho injusto dizer que foi por inatividade, por ficar quatro meses sem jogar. Aconteceu por um série de fatores, um erro técnico, uma tomada de decisão, mas nada que possa dizer que a pandemia tenha afetado", comentou na ocasião.

A necessidade de se explicar, porém, ficou para trás. Hoje, ele vive bom momento e é tratado como unanimidade no Morumbi. As atuações mais recentes explicam o prestígio conquistado no time.

Volpi foi fundamental em jogos difíceis, como a vitória por 4 a 1 sobre o Flamengo, pelo Brasileirão. O goleiro defendeu dois pênaltis, cobrados por Bruno Henrique e Pedro, e se tornou peça fundamental no triunfo da equipe.

Antes mesmo do jogo contra o Fla, em pleno Maracanã, Volpi já havia dado indícios de que se tornaria um jogador importante para o São Paulo. Nas oitavas de final da Copa do Brasil, foi decisivo na disputa de pênaltis, ao defender a última cobrança do Fortaleza, feita por Gabriel Dias, depois de dois empates — na Arena Castelão e no Morumbi.

A primeira defesa de Tiago Volpi em cobrança de pênalti, contudo, foi ainda no período conturbado que viveu em 2020. Diante do Bahia, adversário de hoje (28), na Arena Fonte Nova, o goleiro impediu que Gilberto balançasse a rede em cobrança de pênalti.

As defesas de Volpi, aliadas aos erros em cobranças do Red Bull Bragantino (Claudinho e Artur perderam), fazem com que o São Paulo seja o único time sem sofrer gols de pênaltis na atual edição do Campeonato Brasileiro.

Volpi foi o único atleta nesta temporada que a diretoria são-paulina adquiriu os direitos econômicos em definitivo ao pagar US$ 5 milhões (cerca de R$ 21 milhões à época) — antes, o goleiro estava emprestado pelo Querétaro, do México. Já o atacante Luciano chegou ao Morumbi após uma troca com o Grêmio envolvendo Everton.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA x SÃO PAULO

Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro 2020
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 28 de novembro de 2020 (sábado)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
VAR: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes do VAR: Tiago Nascimento dos Santos (PE) e Luciano Roggenbaum (PR)

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Ronaldo e Daniel; Fessin, Élber e Rodriguinho (Saldanha). Técnico: Cláudio Prates.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran, Arboleda, Léo e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes; Luciano e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

São Paulo